Por Erickson Monteiro em 3 de maio de 2012

Plugcitários entrevista Fabio Sasso (Abduzeedo), designer do Google

Foto: Carla Camila

Fabio é designer gráfico e de web, natural de Porto Alegre, atualmente Sr. Designer do Google em Mountain View na California. Com mais de 180 mil seguidores no Twitter, trabalha com criação e desenvolvimento de websites desde 1999, no entanto as primeiras experiências com essa mídia começaram um pouco mais cedo, por volta de 96. Em 2004 Fabio fundou a ZEE, ajudando empresas a ter uma presença online mais eficiente, através de sites bem planejados e executados. Além da ZEE, ele é o fundador do Abduzeedo, um projeto pessoal que se tornou o maior promotor de seu trabalho. O Abduzeedo é hoje um dos blogs de design mais procurados no mundo para inspiração e tutoriais. Fabio já desenvolveu trabalhos para clientes como MSNBC, Wired UK, Adobe, Digital Arts Magazine, Abril e outros.

O Plugcitários bateu um papo com o Fábio Sasso durante o Adobe Camp Brasil.

Como você começou na carreira de Designer?

Designer eu não sei exatamente quando comecei, desde pequeno eu gostava de desenhar e em 94 meu pai deu um computador para nós (eu e meu irmão), começamos a aprender a usar e descobrimos os programas gráficos e comecei a tentar fazer coisas que depois no futuro eu percebi que era designer, a partir de 96 foi quando eu comecei a trabalhar com internet e foi ai que eu fui para faculdade fazer Design Industrial, a partir dai foi que a carreira começou.

Como você chegou a trabalhar no Google?

Foi uma grande oportunidade que surgiu inesperadamente, e com certeza tinha os prós e contras, pois era uma grande mudança, mas não me arrependo, está sendo uma experiência muito legal, estou aprendendo demais. Eles entraram em contato comigo por e-mail, falando que estavam interessados no meu trabalho e queriam saber se eu gostaria de participar do processo de entrevista.

Como surgiu o blog Abduzeedo?

O Abduzeedo surgiu em 2006, depois que meu escritório foi roubado e nós perdemos tudo, infelizmente perdi todos os discos de backup. Por conta disso o blog surgiu pela necessidade de fazer backup dos meus trabalhos, e também de me promover criando um networking um pouco melhor, pois eu precisava de dinheiro para recuperar o que foi perdido, achei que usando a internet seria uma maneira mais fácil de fazer isso.

Uma curiosidade de vários designers: Como é ser designer do Google?

Não é muito diferente de algum designer de qualquer outra empresa, não muda muito quando eu trabalhava na ZEE ou fazendo freelance. A única diferença é que tem mais gente trabalhando comigo, você tem que entender o seu projeto, tem inspiração, tem apresentação, tem feedback, é mais ou menos isso o nosso dia-a-dia. A pessoa se adapta a tudo isso, mas com certeza quando você vê que seu trabalho atinge uma audiência que nunca imaginava atingir antes, você fica um pouco nervoso às vezes, mas você tem que fazer o seu trabalho da melhor maneira, tentando entender o que você está fazendo e saber que tem condição de fazer como qualquer um.

Qual a melhor maneira para um designer brasileiro ter uma oportunidade fora do país?

Tem que divulgar o trabalho dele, não tem outra maneira melhor que divulgando através de sites que tem trabalhos como Dribbble, Behance, Flickr, divulgar o Twitter. Tentar conhecer o pessoal da indústria, participar de eventos. Tem que colocar teu nome lá fora, falar inglês é fundamental, apesar de que meu inglês é péssimo e eu nunca fiz um curso de inglês, estou aprendendo me virando e agora com uma namorada americana fica bem mais fácil. [risos]

Qual a dica que você dar para os jovens que estão entrando no mercado de Design?

Tenta se promover, busque coisas novas, se atualize o máximo que puder, se você está trabalhando com web tenta aprender a programar, acompanhe o que está acontecendo na indústria, procura conhecer pessoas e procure ter referências de pessoas que você goste muito para te servir como um ponto objetivo, te motivando a evoluir e chegar naquele nível. Nunca achar que sabe o suficiente, sempre tem coisas para aprender, sempre tem alguém melhor que você lá fora, não importa quem você seja, é isso… Fico até impressionado quando alguém vem me entrevistar. [risos]

Foto: Carla Camila


Deixe um comentário

Publicidade