Por Diogo Travagin em 22 de dezembro de 2012

O que aprendi com o mercado publicitário em 2012

Group of young people in training courseBom, para começar, quero agradecer ao blog Plugcitários e ao Erickson pela oportunidade de expor minhas ideias, por promover feedback de opiniões e troca de experiências com vocês leitores. Fico muito contente que minha primeira tentativa de emitir opiniões e pontos de vista sobre a profissão que escolhi tenha sido positiva, não esperava que a repercussão de alguns assuntos fosse tão grande.

Agradeço a vocês por acompanharem esta coluna, na qual tento mostrar minha visão (as vezes muito crítica) sobre determinados assuntos e experiências que tive neste ano. Aliás, um ano cheio de surpresas e reviravoltas. Cai e consegui me levantar, pois mesmo atuando em um mercado não muito receptivo a publicidade, eu pude mostrar, a quem acreditou, que a publicidade não é uma ferramenta imediata, e sim, se bem trabalhada e planejada, de médio a longo prazo. Você não pode esperar que ao anunciar hoje, você colherá frutos amanhã. É uma ideia que começará a amadurecer e render resultados lá na frente.

Algumas vezes tive vontade de chutar o balde e deixar para trás esta profissão tão complicada e ao mesmo tempo prazerosa. São inúmeras as vezes que recebi “não” por aí, que tive o trabalho desaprovado porque o cliente acreditava que a logo estando maior iria trazer mais resultados, sem contar nos “sobrinhos” que aparecem aos montes a cada dia para prostituir o mercado. Enfim, tentei largar a profissão, mas ela não largou de mim. O sentimento de vencer ainda é mais forte e mesmo que não seja da forma como imaginei há 06 anos, a publicidade ainda é meu combustível. Posso não viver mais o “glamour” de estar em uma agência (não no modo físico), mas poder contribuir com o crescimento de empresas com consultorias e freelances é um prazer.

Para encerrar, deixo meus votos a todos vocês de ótimo NATAL e um 2013 repleto de conquistas e ainda lhes a seguinte dica: “Mesmo que aquilo que você esteja fazendo, não seja como você sonhou, faça bem feito, pois o reconhecimento pode vir acompanhado de uma grande oportunidade”.

Até o próximo ano, vou descansar e aproveitar minhas merecidas férias. Volto após o dia 17/01.

Deixe um comentário

Publicidade