Por Guilherme Pereira em 2 de outubro de 2013

O impacto de uma série de TV sobre uma marca

madman destaque

Não é difícil estar assistindo a uma série de TV e se deparar com a aparição de algumas marcas durante um episódio, como Starbucks, Pepsi, Coca-Cola entre outras. Em produções norte-americanas isso é muito comum, o contrário do Brasil, onde raramente vemos ações de product placement acontecer e, quando acontece, ocorre com falhas.

Mas voltando à ideia do título deste post, como que a aparição de uma marca em uma série de TV pode gerar bons resultados para a empresa? A British American Tobacco tem a resposta. Uma de suas marcas mais famosas de cigarro, a Lucky Strike, é estrela na série Mad Men e têm rendido bons frutos com essa parceria.

Em Mad Men, a marca Lucky Strike é cliente da agência Sterling Cooper Draper Pryce. Ambientada numa Nova York da década de 1960, a série procura soluções para alavancar as vendas de cigarro uma vez que o ministério da saúde americano está fortemente expondo os malefícios do mesmo.

Com a forte exposição da marca no seriado, só no último ano a BAT vendeu 33 milhões de maços de Lucky Strike ao redor do mundo. Comparado com 2007, ano em que a série teve início, as vendas foram de 23 milhões. É um crescimento de 43,5% em 6 anos a ser comemorado.

No vídeo abaixo você confere uma cena do episódio piloto da primeira temporada, de uma reunião entre o cliente e os criativos da agência. Na cena, Pete faz uma comparação do cigarro com o carro, que ambos são perigosos, mas que mesmo assim as pessoas necessitam deles. Que o homem gosta de viver “perigosamente”.


Deixe um comentário

Publicidade