Por Felipe Barcellos em 31 de julho de 2014

O uso da metáfora na publicidade

O Vento

Poucos são os cases que você assiste, para pra pensar e a ficha cai: “Nossa, que sacada genial!”. Foi isso que eu senti após ver essa produção que é de 2007, vencedora de alguns prêmios importantes da publicidade, incluindo o Gold Lion do festival de Cannes.

O vídeo mostra o depoimento um homem grande e desajeitado, que tinha uma vida triste e solitária até receber uma oportunidade. A qualidade do vídeo deixa a desejar, mas a versão é legendada. Confira:

Apenas no final é revelada a metáfora do vento, e que uma empresa, Epuron, finalmente reconheceu o seu grande potencial desperdiçado, que poderia ser usado como fonte de energia eólica. A sutileza é simplesmente incrível, e quando termina o vídeo, nos faz querer assistir de novo e perceber o quão óbvio era a ideia.

Esse é apenas um exemplo de como abordar temas que as vezes podem parecer desinteressantes para a maioria das pessoas, mas que tem relevância. Nem sempre é preciso ser direto, existem inúmeras ferramentas que podem auxiliar a contar a mesma história por perspectivas diferentes. Para quem dormia nas aulas de língua portuguesa e acabou não aprendendo sobre figuras de linguagem, fica como dica para ter mais referência!

Via

Deixe um comentário

Publicidade