Por Renê Cruz em 7 de outubro de 2014

O futuro impresso em 3D

Imagem 01 (1)

Desde que as primeiras impressoras 3D surgiram logo viraram assunto em todo canto. Entretanto, de um tempo para cá, mais do que ser assunto, estas geringonças estão mexendo com a imaginação das pessoas e realizando coisas impensáveis, como construir carros, repor partes do corpo de amputados e tantas outras que nos faz perguntar onde será o limite?

O fato de uma máquina simples, uma impressora de fato, ter a possibilidade de construir algo que até pouco tempo atrás somente grandes indústrias com maquinários gigantescos conseguiriam já é pra ser considerado um salto enorme na história da tecnologia. Inicialmente a matéria-prima utilizada na impressão era o plástico, que aquecido a uma temperatura acima de 120º era moldado e formava os objetos “impressos”. Ao mesmo tempo o gesso passava a ter uma grande participação no processo, e daí surgiram várias opções de fabricação. Hoje este universo já foi bastante ampliado, e até o titânio já é usado para algumas impressões, inclusive partes do corpo humano.

Para exemplificarmos a importância desta evolução, recentemente um homem chinês que teve parte do crânio deformado devido a uma queda recebeu uma prótese de titânio feita inteiramente com uma impressora 3D, reconstruindo totalmente a estrutura craniana de maneira simples e eficaz. Outro acontecimento que atraiu bastante atenção ocorreu na mesma China, onde um garoto de 12 anos que fora diagnosticado com câncer nos ossos recebeu uma vértebra também impressa com esta tecnologia. Neste caso, a segunda vértebra do pescoço, onde se localizava o tumor, foi substituída. Em ambos os casos os pacientes se recuperam bem e não há relatos de rejeição.

Não bastassem os benefícios trazidos à medicina, a indústria automotiva também está pegando esta onda, não só com peças avulsas, mas inclusive com um carro com lataria e vidros inteiramente produzidos por uma impressora 3D, o que gera economia e redução no impacto ambiental da produção. O futuro da tecnologia de impressão em 3D e sua utilização principalmente na medicina é algo que traz muita esperança de futuramente facilitar a produção de próteses, e até órgãos para transplantes podem ganhar suas versões tecnológicas, afinal é na tecnologia que estão os maiores desafios da humanidade.

Pra quem pensa que as impressoras 3D são monstros tecnológicos distantes da realidade e do dia-a-dia estão enganados. Já existem versões compactas que sendo comercializadas no varejo, inclusive no Brasil já podemos encontrar estes brinquedinhos de luxo. É claro que o preço ainda é salgado (à partir de R$6.000,00) e como não podemos usá-las para imprimir dinheiro é preciso muito cuidado para adquirir um exemplar, mas num futuro próximo é quase certo que cada um terá sua própria fábrica dos sonhos em casa.

Menina sem dedos ganha próteses feita em impressora 3D por R$ 200,00

Deixe um comentário

Publicidade
Error, no Ad ID set! Check your syntax!