Por Fabio Queiroz em 21 de dezembro de 2015

Ter acesso é o futuro do possuir

A humanidade está em guerra e o nosso principal adversário é a adaptação a um novo mundo. Não é de hoje que os seres humanos sentem dificuldade de assimilar que a diversidade chega para mostrar diferentes opções para aquilo que já foi instituído. Muitas vezes, essas mudanças geram certo desconforto na sociedade ”conservadora” a qual enxerga unicamente a sua verdade absoluta diante de sua própria perspectiva e julgamento, deixando de lado os recursos que a inovação pode distribuir e otimizar para a evolução de nossa espécie.

Certamente não é surpresa espantar-se com alguns de nossos líderes impedindo a efetividade destas ferramentas criadas para nos auxiliar no cotidiano. Questões políticas, econômicas e de poder são as variáveis dessa equação que tem como números já revelados: o Uber, o Spotify e o Netflix, comandantes  da guerra civil que afeta não apenas o nosso país, mas também o mundo.

20150609174403

As três plataformas funcionam de maneira simples. Elas oferecem ao consumidor um serviço, mais prático, ágil e de qualidade, algo que os comandantes burocráticos não conseguem admitir. ”Como tirar dinheiro disso?”, ”Como colocar imposto naquilo?” são algumas das perguntas imagináveis que passam pela cabeça dos que recusam dar o acesso à população que quer se integrar e vivenciar o mundo oferecido pela tecnologia. Vale salientar que o mundo criado para facilitar as conturbadas situações inerentes ao mundo capitalista foi invenção nossa, e deve ser utilizada por nós.

Devemos entender que a tecnologia chega para suprir a demanda da necessidade, imposta diariamente pelo avanço e surgimento de novas mídias, priorizando conectar pessoas com diferentes formas de opiniões, difundir conteúdo e projetar acessibilidade a uma grande massa que procura informação e participação direta com organizações sociais expandidas na internet.

Case-Netflix-Spotify-e-Uber

Ter acesso é o novo possuir. Emponderar o consumidor é a nova forma de se comunicar com ele.  Como profissionais de propaganda devemos propagar novas ideias e publicizar novos conceitos para marcas. Devemos imergir em um novo ambiente, sair de nossas zonas de conforto, problematizar questões já resolvidas em prol de melhorias nas mesmas, nunca poderemos estar satisfeitos, pois a comunicação evolui constantemente devido aos seres que a utilizam.

Leica100_01

A tecnologia streaming, a criação de aplicativos com utilidade social e de entretenimento, o  avanço de plataformas mobile, observando também a IOT (Internet of Things) são o desenvolvimento da sociedade refletido em uma era contemporânea. Juntos, quanto mais rápido entendermos isso, conseguiremos integrar o máximo de pessoas que ainda não estão cientes da importância e potencial proporcionado pelo digital, assim, construiremos um mundo aonde a igualdade será sinônimo de acesso.

Deixe um comentário

Publicidade