Por Fabio Nascimento em 19 de fevereiro de 2016

Já conhece a automação em marketing digital? Veja estas 5 estratégias que podem fazer toda a diferença!

shutterstock_169002578Imagem: shutterstock.com

O meio digital nos permite uma série de possibilidades, que o off-line não nos traz. Além das facilidades em mensurar os resultados, saber exatamente quais os pontos fortes e fracos de cada campanha, podemos ainda, automatizar grande parte dos processos. Isso de um modo geral, nos dá a possibilidade de termos mais liberdade e facilidade de gestão de cada processo.

Neste sentido, é muito importante entender como funciona a automação em marketing e de que maneira podemos usá-la corretamente, para que haja melhores taxas de conversão. Mas antes de falarmos destas 5 estratégias altamente eficientes, precisamos entender alguns conceitos de automação em marketing digital!

Automação em marketing digital, o que é isso?

O marketing digital é composto por uma série de variáveis que podem ser bastante complexas e que devem ser gerenciadas de uma maneira inteligente e contextualizada. Quando falamos em automação em marketing digital, queremos nos referir as questões técnicas, a utilização de ferramentas e processos, que farão com que o lead possa vir a converter, sem que haja a necessidade do acompanhamento manual de suas ações.

Para isso, temos uma série de ferramentas e de técnicas, que irão fazer com que todo o processo de vendas seja automatizado, o que economiza tempo e dinheiro. Mas é óbvio que tudo isso precisa de conhecimento técnico e principalmente, de acompanhamento dos resultados, para que possamos encontrar possíveis gargalos e locais onde o lead se perde e deixa de converter.

Para falarmos em termos de automação em marketing digital, precisamos levar em conta estas 5 estratégias que são fundamentais em qualquer processo de funil de vendas!

5 estratégias de automação em marketing digital, que farão toda a diferença em suas vendas!

1 – Landing pages que são máquinas de conversão:

Muitas pessoas acreditam que as landing pages são apenas páginas de captura e que se forem feitas de qualquer forma, trarão resultados significativos. Mas na realidade, existem diversos pontos a serem levados em conta na montagem de uma landing page, para que ela se torne de maneira automática, em uma máquina de conversão de visitantes em leads. Ela precisa, antes de qualquer coisa, ser clara e específica. Uma landing page com muita poluição visual, sem delimitação dos quadros e dobras onde o visitante deve entrar, acaba sendo péssima em termos de conversão. Em termos de automação, ela precisa estar integrada a sua ferramenta de e-mail marketing e configurada de uma forma que o lead já seja qualificado de acordo com seu estágio de compra. Para isso, temos questões que podem ser configuradas para esta finalidade.

2 – Tráfego otimizado:

No marketing digital, o tráfego é o ponto chave para o sucesso. Neste sentido, é muito importante que a automação em marketing digital seja pensada para que haja um tráfego recorrente para as páginas e landing pages. Não apenas em termos de tráfego pago, pois este, sofre muitas variações ao longo do processo. Um ponto muito importante aqui é o SEO, que é a base do tráfego orgânico. Por mais que você hoje tenha grande parte de seu tráfego de origem paga, é importante ir aos poucos, montando uma estrutura para que ele tenha um suporte orgânico, que será automatizado durante o processo. Aqui, o principal ponto, é investir sim em tráfego pago, mas dar atenção ao orgânico, pois este poderá gerar vendas e leads de maneira automatizada!

3 – Integração dos sistemas de maneira otimizada:

Hoje temos ferramentas que nos permitem integrar não apenas as páginas de venda com o e-mail marketing, mas também sites, blogs e redes sociais, para que haja um contexto em que o lead seja conduzido de maneira automática até o ato da compra. Esta integração é a base da automação em marketing digital, pois ela permite que um planejamento seja traçado que nos traga melhores resultados, com a otimização das conversões.

4 – Auto-responder configurado para trabalhar por você:

Imagine que a página de vendas de sua empresa ou site receba um possível lead as 4 horas da manhã de um domingo. Não existe a menor possibilidade de manter alguém ativo para este tipo de situação. Hoje, grande parte das ferramentas de e-mail marketing nos permitem que tenhamos uma automação em termos de auto-responder. Desta forma, você planeja todo o seu funil de vendas com base no e-mail marketing e deixa ele configurado. O lead irá receber o funil de maneira automática e com grandes chances de conversão!

5 – Automação não é o mesmo que “dinheiro automático”:

Vende-se no marketing digital uma ideia de que a automação gera dinheiro automaticamente. Ela até auxilia neste processo, mas será necessário que você tenha um controle constante das ferramentas e atualização dos funis, pois o comportamento do consumidor pode mudar e neste caso, são necessários ajustes. O acompanhamento é uma das partes mais importantes da automação em marketing digital, pois ela irá ser responsável por mostrar se o caminho percorrido é o correto!

Perceba que como tudo que acontece no marketing digital, a automação é um processo importante, mas que precisa ser específico e bem trabalhado. Desta forma, sua empresa poderá sim, ter renda recorrente e melhora da experiência de seus usuários! Em meu blog, o Você Vendendo Mais é possível encontrar conteúdos relevantes que te mostram como vender mais, confere lá!

Deixe um comentário

Publicidade