Por Wando Nascimento em 25 de novembro de 2016

Já ouviu falar em empresa livre?

Já imaginou trabalhar em uma empresa onde não existe um CEO, diretores, acionistas e nem VP? Onde todo mundo é igual e recebe o mesmo salário no final do mês? Essa é a proposta da “Empresa Livre“. Um dos expoentes desse novo movimento é o Gustavo Tanaka. Em 2015, ele e mais alguns amigos começaram a trabalhar em uma ideia de “empresa horizontal”.

Gustavo observou que, desde pequenos, quando estamos na escola, somos estimulados a tirar boas notas, e não a colaborar com o amiguinho que, por causa de um problema de aprendizado ou por ter pais que estejam se divorciando, não conseguiu tirar uma boa nota.

Tanaka também percebeu que no mercado de trabalho as coisas não são diferentes. Se você quer a melhor vaga na faculdade, é preciso passar no vestibular e, para isso, precisa competir com os outros porque não há vagas para todo mundo. Para conseguir um estágio ou um emprego em uma empresa, você vai competir. E quando decide empreender, o modelo de competição não se modifica: as empresas estão umas contra as outras. 

Foi então que Gustavo decidiu criar uma empresa horizontal, onde ninguém teria o salário maior que o do outro e ninguém teria maior participação. Todos seriam iguais.

Uma empresa livre é uma empresa sem donos. Sem acionistas. Sem chefes. Sem gerentes nem diretores. Ninguém tem a hora mais valiosa que o outro. Ninguém tem percentual maior. E ninguém tem propriedade sobre a empresa.

E assim nasceu a Baobba, empresa que controla 3 projetos: 101Chefs, Academia da Natureza e Personal Brasil. Todos têm o mesmo objetivo: empoderar as pessoas e abrir possibilidades de ganhar dinheiro e empreender (em gastronomia, permacultura e fitness, respectivamente).

A Baobba acredita em um novo sistema onde todos têm o mesmo valor e, ao mesmo tempo, cada um é livre para fazer suas escolhas. A estrutura é horizontal e todos têm liberdade para escolher onde, quando, como e em que vão trabalhar. Buscam a complementaridade como forma de explorar potencialidades. A relação é baseada na confiança e no cuidado mútuo, e acreditam que a partir dessa relação podem transformar a  sociedade.

Veja a explicação do próprio Gustavo no TEDx Talks: 

 

 

Deixe um comentário

Publicidade
Error, no Ad ID set! Check your syntax!