Por Felipe Faria em 1 de março de 2017

5 lições que todo publicitário pode aprender com as escolas de samba

Uma coisa é certa e não podemos negar: quem participa dos desfiles do carnaval dá a alma por sua escola do coração. E ele nem precisa estar no alto daqueles 5 metros de carro alegórico, pode apenas estar ajudando anonimamente, bem abaixo das pesadas obras, e mesmo assim dedicam ao máximo para que ocorra tudo bem.

E quem acha que não pode sugar algo bom disso tudo, está engano. Confira as 5 lições que as escolas de samba podem ensinar a um publicitário:

1- Amar o que faz.

É impressionante a energia e o amor que esses foliões demonstram. E você, ama o que faz? Quando fala da sua profissão, suas palavras possuem amor, entusiasmo e alegria? Você consegue transmitir isso?

Tudo que é feito com amor é mais prazeroso. E é claro que temos nossos altos e baixos, mas se você só vive o lado ruim talvez chegou a hora de explorar novos desafios. A vida é um aprendizado constante. Não deixe que outras pessoas te ofusquem, te subestimem… se você preferiu seguir essa carreira, certamente há muitas coisas boas que você ainda quer mostrar.

2- Ser criativo. 

Os carnavalescos são super criativos. Eles não criam apenas uma roupa: criam centenas delas, cada uma com um significado, harmonizando com o samba enredo e com a história que a escola decidiu contar. Isso tudo dentro de um conjunto de normas, parecidos com aquelas campanhas publicitárias extraordinárias que fazemos.

3- Comprometimento.

Ensaios, ensaios e mais ensaios. É assim que as escolas de samba se preparam para o grande dia do desfile. Os ensaios são importantes e mostra o grau de comprometimento com a equipe. Há um velho ditado que diz que “a pratica leva a perfeição”. E isso se aplica também à carreira do publicitário. Por exemplo: quando otimiza uma campanha, cria textos, usa programas de edição e muito mais.

4-  Cumpra prazos. 

As escolas de samba possuem um tempo determinado para se apresentar, e é preciso uma boa administração para cumprir os prazos.

Se o job demorar para ser entregue, por exemplo, a sua agência, você ou aquele seu amigo sofrerá uma penalização, que muitas vezes é ficar até mais tarde em um sexta-feira ou perder a conta do cliente em casos extremos. Portanto, seja um bom administrador, use post-it, anotações no celular, invite, planilhas… cada um tem o seu jeito peculiar de se organizar.

5-  Não perca o rebolado.

A fantasia caiu ou o salto quebrou? Não perca o rebolado. Use o jogo de cintura e demonstre que está tudo bem. Essa regra se aplica diretamente aos nossos clientes. Constantemente precisamos estar prontos para uma boa resposta e quem acima de tudo, esclareça as dúvidas e principalmente resolva o problema.

Deixe um comentário

Publicidade