Por Fernando Magnus em 22 de maio de 2017

O uso de ‘memes’ em campanhas publicitárias

Não resta dúvida que os diversos termos e gírias surgidos na internet já são parte do nosso cotidiano. Quem nunca se pegou usando um bordão vindo das redes sociais? Os chamados “memes” (que segundo a Wikipédia podem ser ideias ou partes de ideias, línguas, sons, desenhos, capacidades, valores estéticos e morais, ou qualquer outra coisa que possa ser aprendida facilmente e transmitida como unidade autônoma), atualmente se multiplicam quase  na velocidade da luz.

Há quem discorde ou ache irrelevante este tipo de linguagem, mas a importância que este tipo de conteúdo ganha é cada vez maior. A prova disto é que recentemente o site 9GAG enterrou uma pedra de 4 metros de altura e 24 toneladas no meio de um deserto não identificado. Nela, estão gravados os 9 melhores memes de todos os tempos, segundo os fãs do site, a ideia é comemorar o 9º aniversário do portal.

(Imagem: Reprodução/Internet)

(Imagem: Reprodução/Internet) 

E se até aqui você acha que isso tudo é parte de uma grande bobagem, a coisa é mais séria do que você imagina. No mês de abril, tornou-se terminantemente proibida na Rússia a distribuição de fotos com montagens do presidente Vladimir Putin de maquiagem. Conhecida como “o meme do palhaço gay“, a imagem conta com rosto maquiado do político e um fundo com várias cores, representando a bandeira dos direitos LGBT.

O “meme” em questão começou a circular na internet há seis anos e se tornou um dos principais símbolos da resistência de lésbicas, gays, bissexuais, travestis, transexuais e transgêneros russos. O Ministério da Justiça da Rússia decidiu que as montagens são “materiais extremistas” da mesma forma que slogans e imagens racistas ou antissemitas. Quem distribuir ou compartilhar o “meme do palhaço gay” pode pegar 15 dias de cadeia e pagar uma multa de valor equivalente a R$ 165.

(Imagem: Reprodução/Twitter)

(Imagem: Reprodução/Twitter) 

Falar sobre memes sem mencionar Inês Brasil (Alô, alô, graças a Deus!) é humanamente impossível. Considerada praticamente a rainha dos memes no Brasil, a personalidade da web ‘entrou’ na prisão de ‘Orange Is The New Black’ para promover a série. Caracterizada como detenta em uma solitária da penitenciária federal de Litchfield, a brasileira usa o português para dialogar com a personagem Piper, que fala em inglês. Inês reclama que o seriado demora um ano para voltar entre as pausas e usa seus bordões para tornar a propaganda divertida.

E se é pra levar os memes a sério, a empresa Burger King quebrou a internet utilizando o meme da ‘Vinagretchen‘. A equipe de marketing e mídias sociais da empresa apostou alto  para anunciar o Picanha Churras que foi recentemente anunciado no cardápio da rede de fast-food. Em sua página no Facebook, a empresa destacou todos os ingredientes da opção oferecida com exclusividade no cardápio brasileiro. O ápice da campanha foi de um meme figurado por ninguém menos que a Gretchen. A ‘zoeira’ proporcionou para a rede mais de 2 milhões de visualizações no gif, além de milhares de reações e compartilhamentos. Confira:

E se com tantos argumentos e exemplos você ainda reluta em levar os memes a sério, bom…

(Imagem: Reprodução/Internet)

(Imagem: Reprodução/Internet)

(Imagem: Reprodução/Internet)


Deixe um comentário

Publicidade