Por Ighor Ferreira em 13 de junho de 2017

“Restaurante dos Pedidos Errados” dá um show de inclusão no Japão

Chegar em um restaurante, fazer o pedido, esperar ansiosamente até ele chegar e receber um prato errado: quem nunca?

Em Tóquio, as pessoas puderam viver essa experiência propositalmente, no “Restaurante dos Pedidos Errados”. Mas o melhor de tudo é o motivo pelo qual o estabelecimento tem esse nome e oferece essa vivência: todos os profissionais contratados para trabalhar sofriam de demência, um tipo de deficiência cognitiva que impede as pessoas que sofrem da síndrome de resolverem problemas simples, tomar decisões e, algumas vezes, dificuldade de manter uma memória recente.

(Imagem: Reprodução/Mizuho Kudo - Yahoo Japão -Divulgação)

(Imagem: Reprodução/Mizuho Kudo – Yahoo Japão -Divulgação) 

A proposta de inclusão abraçou diversas idades e gêneros para deixar uma marca nos clientes que, sem dúvidas, vivenciaram uma experiência única e que gerou uma consciência social. Os consumidores foram ao restaurante sabendo da proposta oferecida e, por isso, tinham contato com uma realidade diferente: a de pessoas com deficiência cognitiva que são, muitas vezes, negligenciadas.

(Imagem: Reprodução/Mizuho Kudo - Yahoo Japão -Divulgação)

(Imagem: Reprodução/Mizuho Kudo – Yahoo Japão -Divulgação) 

Nos dois dias, o clima foi de descontração e de empatia. Os consumidores abraçaram a experiência e fizeram da ação um verdadeiro aprendizado.

(Imagem: Reprodução/Mizuho Kudo - Yahoo Japão -Divulgação)

(Imagem: Reprodução/Mizuho Kudo – Yahoo Japão -Divulgação) 

O “Restaurante dos Pedidos Errados” funcionou no formato pop-up, abrindo apenas por dois dias. Existem planos para uma reabertura no dia 21 de setembro, coincidindo com o Dia Mundial da Doença Alzheimer. A intenção é estimular a inclusão social e a conscientização acerca de doenças e deficiências cognitivas ganharão espaço no Japão, país com alto índice de população 60+.

Deixe um comentário

Publicidade