Por Bruno Haulfermet em 16 de junho de 2017

Estudantes de Design desenvolvem picolés feitos com água poluída

Picolés são produtos de grande carisma ao redor do mundo. E aqui no Brasil, dado o nosso clima, eles são mais do que amados. Dos sabores mais diversos e de embalagens impecáveis – em sua maioria -, não há quem negue um bom palitinho gelado em um dia de calor.

Os que você vai ver abaixo podem parecer algum produto artesanal, orgânico, saído de uma feirinha de domingo ou mesmo de um food truck, mas a proposta desses picolés vai bem além do que parece. Na verdade, ele sequer passa perto do paladar.

Criados em Taiwan como parte de um projeto de conscientização ambiental, chamado Polluted Water Popsicles Project (Projeto dos Picolés de Água Poluída, em tradução livre), os picolés carregam em seu aspecto visual a proposta de impactar a sociedade, convidando todos a refletir sobre o que andamos fazendo com o nosso planeta, em especial o valor que damos à nossa água.

Desenvolvido por 3 estudantes de Design, o projeto reúne 100 diferentes tipos de água, de origens distintas, que são congelados e reproduzidos em resina de poliéster, mantendo os materiais poluentes extraídos em cada picolé, que representa regiões diversas do país. Nas pesquisas, os estudantes Hung I-chen, Guo Yi-hui e Cheng Yu-ti notaram que mais de 90% do que foi coletado de lixo era plástico. Logo, em boa parte dos picolés poderemos notar restos de embalagens, tampas de garrafa e outros tantos itens.

Confira o vídeo e as imagens do projeto:

(Imagem/Reprodução)

(Imagem/Reprodução)

(Imagem/Reprodução)

(Imagem/Reprodução)

(Imagem/Reprodução)

(Imagem/Reprodução)

(Imagem/Reprodução)

(Imagem/Reprodução)

(Imagem/Reprodução)

(Imagem/Reprodução)

(Imagem/Reprodução)

(Imagem/Reprodução)

(Imagem/Reprodução)

(Imagem/Reprodução)

(Imagem/Reprodução)

(Imagem/Reprodução)

(Imagem/Reprodução)

(Imagem/Reprodução)

(Imagem/Reprodução)

(Imagem/Reprodução)

(Imagem/Reprodução)

(Imagem/Reprodução)

 

Deixe um comentário

Publicidade