Por Elionardo Souza em 16 de junho de 2017

Vídeo na vertical pode ser considerado uma tendência?

O futuro do vídeo possui um novo formato, difundido inicialmente pelo SnapChat e depois copiado por todas as redes sociais compradas pelo Mark Zuckerberg. Por esse motivo, já estamos bem acostumados a consumir conteúdo nas proporções das telas de celulares, mas, normalmente, não vemos um conteúdo profissional produzido exatamente nessas dimensões-  pelo menos ainda não (com exceção de anúncios com conteúdo feito para ser impulsionado no Stories do Instagram ou em outras redes sociais).

Em janeiro de 2016, o Spotify passou oficialmente a oferecer conteúdo de vídeo em sua plataforma de streaming. No início, o recurso estava em fase de testes nos EUA, Reino Unido, Alemanha e Suécia, e até então não há previsão para o seu funcionamento no Brasil. Entre os conteúdos em formato audiovisual, estão alguns materiais da ESPN, Comedy Central, MTV, BBC, Vice News e Slate.

(Imagem: Reprodução/Internet)

(Imagem: Reprodução/Internet)

Mês passado, a cantora Selena Gomez foi a primeira artista a lançar um clipe musical no Spotify. O clipe “Bad Liar” foi produzido na vertical e disponibilizado com exclusividade no serviço de streaming.

Selena Gomez – Bad Liar from Selena Gomez Colombia on Vimeo.

Selena também liberou a música em outras plataformas, como o YouTube, mas por lá apenas o áudio foi disponibilizado. A tendência é que mais artistas passem a lançar seus clipes diretamente no Spotify, e quem sabe surja mais conteúdo como esse, feito para ser assistido no mobile.

A cantora não é a primeira a lançar um clipe nesse formato. Em 2015, Harrison, um produtor musical canadense, lançou o clipe da música “How Can It Be (feat. Maddee)”, também feito para ser assistido na vertical. A música é até sincronizada com o que está aparecendo na tela, simulando algumas vezes os tons de envio e recebimento de mensagens.

Harrison – How Can It Be (feat. Maddee) from Last Gang Records on Vimeo.

O Spotify já falou antes em produção de conteúdo original como a Netflix já faz. Já imaginou um futuro onde séries e filmes fossem produzidos para serem assistidos verticalmente? Você curtiria?

Deixe um comentário

Publicidade