Por Tiago Bezerra em 18 de agosto de 2017

A ideia não veio. Calma, você não é uma fraude.

Acredite: sentar e ficar horas rabiscando e não achar aquela ideia incrível é muito mais comum do que você imagina. Mas não é porque a ideia não veio que você vai surtar. Calma, você não é uma fraude.

O tempo faz com que os profissionais amadureçam e conheçam atalhos para resolver problemas. Só que antes de chegar nesse nível, temos que ralar muito. E isso não é privilégio do mercado da comunicação. Em muitas áreas isso é comum, porque ideia é solução para um problema. Então, onde tem problema normalmente precisa-se de ideias, e elas nem sempre vêm quando a gente quer.

As dicas são várias e vão desde esquecer a ideia, passando por beber e indo até sair correndo e mudar de profissão. Porém uma que acho infalível é: mude o ponto de vista.

Muitas vezes a gente fica querendo ir por um caminho a todo custo sem sucesso. E não importa o que você faça, você não consegue ir pra frente. Nessas horas, experimente mudar o foco. Se o raciocínio que você escolheu é movimento, tente pensar nele parado, ou tente imaginar o que se pensa antes do movimento, ou durante ou depois. O movimento tem som ou é silêncio total para quem está nele?

Esses vários caminhos são fundamentais para encontrar a ideia que vai solucionar o problema. E tudo isso faz muito sentido, porque só quem percorre por caminhos diferentes acaba encontrando os atalhos.

Então, chega de roer as unhas, arrancar os cabelos e pensar em desistir. Você não é uma fraude, só não conheceu todos os caminhos possíveis nessa viagem ainda. Bora viajar.

Deixe um comentário

Publicidade