Por Felipe Ferreira em 3 de outubro de 2017

ONG bate recorde de adoção ao reconhecer o valor da fotografia

Uma boa fotografia faz toda diferença, e um exemplo disso foi o que aconteceu com a Orange County Animal Services (OCAS, sigla em inglês), nos Estados Unidos. A instituição registrou um aumento considerável na adoção de animais abandonados após uma pequena, mas crucial, mudança de atitude. Ela passou a reconhecer a importância de uma boa fotografia na hora de apresentar os animais, e a ajuda voluntária do fotógrafo Albert Harris foi fundamental neste processo.

Antes, os animais eram fotografados assim que chegavam no local e a mesma foto servia tanto para a  identificação interna como para a apresentação aos possíveis adotantes. Não havia preocupação com a qualidade das imagens, tampouco com o impacto que isso poderia gerar na decisão entre adotar ou não um animal. O trabalho de Harris, acompanhado da divulgação em mídias sociais, foi responsável por mudar esse cenário.

 

(Imagem: Reprodução/Internet)

(Imagem: Reprodução/Internet)

(Imagem: Reprodução/Internet)

(Imagem: Reprodução/Internet)

(Imagem: Reprodução/Internet)

(Imagem: Reprodução/Internet)

(Imagem: Reprodução/Internet)

(Imagem: Reprodução/Internet)

(Imagem: Reprodução/Internet)

(Imagem: Reprodução/Internet)

(Imagem: Reprodução/Internet)

(Imagem: Reprodução/Internet)

(Imagem: Reprodução/Internet)

(Imagem: Reprodução/Internet)

(Imagem: Reprodução/Internet)

(Imagem: Reprodução/Internet)

(Imagem: Reprodução/Internet)

(Imagem: Reprodução/Internet)

(Imagem: Reprodução/Internet)

(Imagem: Reprodução/Internet)

O abandono de animais, além de ser considerado crime perante o Código Penal, também ocasiona problemas de saúde pública com a transmissão de zoonoses. Isso sem contar o sofrimento causado aos animais por essa atitude irresponsável.

A estratégia de divulgação utilizada pelo OCAS poderia trazer grandes benefícios caso fosse reproduzida por ONGs e Centros de Controle de Zoonoses brasileiros, visto a quantidade de animais abandonados no Brasil.

Deixe um comentário

Publicidade