Por Ighor Ferreira em 3 de outubro de 2017

Pesquisa da BrandIndex mostra o TOP 10 das marcas no Brasil em 2017

O renomado instituto de pesquisa YouGov BrandIndex, utilizado como termômetro de mercado por diversas publicações famosas como o jornal Independent do Reino Unido e a revista americana Forbes, é uma ótima ferramenta de acesso aos números do ano de 2017 para as marcas ao redor do mundo, embora estes números ainda estejam sendo atualizados diariamente pelas ferramentas do instituto. A divisão é feita por países e, em alguns casos, por gerações para facilitar a segmentação e a interpretação dos dados.

(Imagem: Reprodução/BrandIndex)

(Imagem: Reprodução/BrandIndex) 

A pesquisa de mercado no Brasil mostrou que existe uma constante ascensão de empresas de tecnologia voltadas para o meio digital e que passam a competir com grandes nomes de empresas tradicionais, principalmente dos ramos de alimentos e cosméticos. O gráfico abaixo mostra o TOP 10 de marcas para o ano de 2017 até agora:

br_top_index_2017

(Imagem: Reprodução/BrandIndex)

 

Ao mesmo tempo em que é divulgada a previsão do ranking estacionário, paralelamente é feito um estudo para mostrar quais empresas apresentam maior crescimento entre o ano anterior e o ano atual, números que podem ser vistos no gráfico a seguir:

(Imagem: Reprodução/BrandIndex)

(Imagem: Reprodução/BrandIndex)

Isso mostra que os serviços de streaming vêm apresentando uma taxa de crescimento maior do que o de empresas do setor terciário e que, em uma análise aprofundada, pode justificar o aumento nos processos judiciais e de monetização por meio de impostos para tais serviços. Recentemente, iniciou-se a discussão no Brasil sobre a implantação de impostos na utilização de serviços de streaming como o Netflix e o Spotify, ambos no topo da lista de crescimento no Brasil no biênio 2016-2017.

(Imagem: Reprodução/perusmart)

(Imagem: Reprodução/perusmart)

A metodologia utilizada pela ferramenta do BrandIndex cruza dados que leva em consideração diversos pilares que circulam uma marca em atuação como buzz, impressão, qualidade, valor, satisfação, recomendação, reputação, consciência, boca a boca, intenção e decisão de compra, realizando uma média de 50 entrevistas por dia no Brasil. O recorte temporal para a pesquisa que resultou nos números descritos acima é de Julho de 2016 até Julho de 2017.

Deixe um comentário

Publicidade