Por Elionardo Souza em 19 de dezembro de 2017

Spotify e suas ações incríveis

O Spotify vem se consolidando como uma das marcas mais presentes na vida do público. Desde 2013, o serviço de streaming começou a criar e divulgar recapitulações personalizadas para cada ouvinte, utilizando suas próprias estatísticas. Desde então, com cada vez mais usuários chegando à plataforma, suas campanhas que divulgam dados de seus usuários só crescem, entregando a eles muito mais do que música.

(Imagem: Reprodução/Spotify)

(Imagem: Reprodução/Spotify) 

Periodicamente, a plataforma disponibiliza a seus fãs informações de comportamento baseadas no que o indivíduo costuma ouvir, seja em parceria com outras marcas, filmes, séries (como aconteceu com o lançamento da segunda temporada de Stranger Things), em campanhas como a de fim de ano ou espontaneamente, apresentando novidades que pegam seus usuários de surpresa.

(Imagem: Reprodução/Internet)

(Imagem: Reprodução/Internet) 

O Spotify está sendo genial ao usar informações de comportamento de seus usuários, não apenas para sugerir novas músicas e playlists, criando uma experiência personalizada, mas também para humanizar a marca e aproximar-se do seu público.

Com mais ouvintes e dados ainda melhores, pudemos proporcionar aos fãs uma experiência sob medida, comprovando a capacidade de o Spotify em conquistá-los. A partir daí, continuamos explorando a utilização de dados de uma forma inovadora, tornando cada recapitulação de ano mais especial que a do anterior.” 

Fato é que, sempre que a plataforma disponibiliza experiências como essas, permitindo que seus usuários saibam quais tipos de músicas, artistas ou gêneros que eles mais ouvem, todo mundo sai por aí compartilhando suas “descobertas”. O Spotify consegue fazer com que seus clientes sejam sua maior mídia, apenas utilizando informações e dados que já estavam ali.  

“Hoje, nossa campanha de fim de ano deixou de ser oficialmente uma paixão para se transformar em fenômeno cultural. Com atividades envolvendo bilhões e bilhões de dados e rolando no Spotify todos os dias, dá para entender bem as pessoas. Cada playlist, compartilhamento e música escutada nos diz algo a respeito delas. Agora, podemos recontar suas histórias para os ouvintes e para o mundo.”

(Imagem: Reprodução/Internet)

(Imagem: Reprodução/Internet)

Segundo a própria ferramenta, eles já possuem mais de 140 milhões de usuários, e conseguem criar experiências mega personalizadas para cada uma dessas pessoas. Isso é bom tanto para o usuário, que ouvirá apenas o que é mais relevante, tenha ele uma conta Premium ou gratuita, quanto para as marcas anunciantes, que têm a grande oportunidade de usar a inteligência de streaming do Spotify para atingir determinado público no contexto certo, com a mensagem certa.

O Spotify está sempre divulgando seus estudos, e afirma que sua meta para 2018 é: “entender profundamente as pessoas por meio da música e usar essa compreensão para ajudá-las a descobrir novos conteúdos e novas experiências com as marcas com as quais elas mais se relacionam.”

Quer conhecer melhor suas preferências musicais dentro do Spotify? Clique aqui

Deixe um comentário

Publicidade