Digite para buscar

O que seríamos sem o Pinterest?

Fernando Procópio 22 de Fevereiro de 2017
Share

O site pode levar facilmente o título de “salva vidas” para muitas pessoas. Quem nunca se viu sem ideias para aquele projeto dos sonhos? Relaxa, isso é normal. Por esse motivo que, em 2009, Ben Sielbermann, Evan Sharp e Paul Sciarra tiveram a genial ideia de criar um quadro de inspiração digital: o Pinterest.

A dinâmica do Pinterest é fácil e extremamente eficiente. Basicamente, o uso da plataforma acontece por meio de pesquisas com palavras-chave. Se precisar de ajuda para escolher a decoração do quarto ou de uma dica de look, basta acessar o site, usar alguns termos sobre sua busca e pronto: milhares de sugestões surgem na tela. Ainda há a possibilidade de formar pastas com os pins que você achar interessante.

A variedade de conteúdo que pode ser encontrado no site é tão grande que vários mercados adotam o Pinterest como ferramenta de busca de referência, incluindo o da comunicação. É indispensável consumir materiais gráficos e textuais para a criação de novos conteúdos, por isso a importância de sites como esses para nos auxiliar na hora do bloqueio criativo. Existem outras plataformas que funcionam com uma proposta parecida. O Behance, famoso por ser onde os criativos armazenam seus trabalhos, também serve como busca de referência e verdadeira troca de experiências, já que profissionais do mundo inteiro publicam seus materiais.

Agora você já sabe: ficou sem ideias, corre pro pinterest.com, faça seu cadastro e boa inspiração!

 

Tags:
Fernando Procópio

Nordestino apaixonado por comunicação, música e mais perto que nunca de terminar a graduação. Amo compartilhar ideias em forma de texto e/ou imagens, sejam elas pessoais ou profissionais. Já me aventurei em direção de arte, marketing e social media. Escolhi a primeira opção.

  • 1

You Might also Like