Digite para buscar

Relacionamentos x Redes Sociais

Carla Camila 16 de Fevereiro de 2012
Share

Quem sou eu para falar de amor e relacionamentos? Bom, todas as minhas tentativas de iniciar este Post acabavam saindo de foco, então decidi começar com essa simples pergunta a mim mesma. Então ok, vamos lá, eu quero tornar isso no minimo pessoal.

Você consegue lembrar como eram os  relacionamentos antes das redes sociais? Na época em que “curtir” nem era tão popular e o Orkut ainda não reinava absoluto com seu álbum para 12 fotos.

Não é fácil estar num relacionamento, afinal exige um equilibrio certo de ambos os componentes. Ainda mais agora com toda essa inclusão digital. As redes sociais fizeram uma revolução comportamental nos nossos relacionamentos pessoais, principalmente nos amorosos. Tornou-se muito mais acessivel relarcionar-se, conversar e você nem precisa mais sair de casa para se interessar por alguém.

E com essa mudança toda acabamos alterando nossa forma de pensar sobre o amor, agora é tudo como um “livro aberto”. Não basta dar atenção ao seu namorado (a) e trata-lo (a) bem na vida real. Tem que ser “fofinha” (o) nas redes sociais também! O Facebook se tornou uma extenção do namoro/pegação/rolo: Tem que fazer um agrado por lá, se não a relação não é considerada “completa”. (o que dá mais trabalho para aos preguiçosos HAHA) e dependendo do (a) namorado (a) que você tiver, uma resposta seca no MSN pode render uma bela briga.

As redes sociais são o motivo de inquietude para qualquer pessoa minimamente ciumenta. Confesso, eu já fui muito de boa em relação a isso, mas evitava conferir o perfil do meu ex-namorado e sempre que via alguma garota se atirando, já era motivo de estresse.

“Quem é essa vaca que deixou recado para ele?”

Quem nunca ouviu (ou disse) uma frase dessa? E eu pergunto o mesmo para os rapazes que stalkeavam suas peguétes/namoradas pelo Orkut no ápice dos anos 2000.Que atire a primeira pedra aquele(a) que jamais teve um surto de ciúmes por causa de algo que viu na rede social do seu afair.

Aposto que você já conheceu algum casal que dividia perfil no Facebook/ Orkut ou qualquer outra rede. Sinceramente eu não entendo e começo a perguntar POR QUE você vai abrir mão da sua individualidade dividindo uma conta em uma rede social? Por que olha, se seu/sua namorado(a) quiser te trair, não vai ser um perfil conjunto que irá te salvar.

A internet também permitiu o surgimento de uma nova raça: Os Stalkers. Você nem faz ideia da existência deles, mas estão em todos os lugares: Olham o seu perfil do Facebook, seu Twitter, seu Flickr e sabem absolutamente (quase) tudo sobre você.

Sem sombra de dúvidas as pessoas curtem saber da vida alheia (e principalmente do atual status delas).

Tags:
Carla Camila

Estudante de Publicidade e Propaganda. Amante da poesia, fotografia, boa música, filmes... Enfim, aqui todo tipo de arte é bem vinda. Metida a diretora de arte e atriz. Bastante elétrica. Simpatizo por vírgulas e não como brócolis.

  • 1