Digite para buscar

Tags: , , ,

Como escrever um post de sucesso

Gabriel dos Santos 25 de junho de 2012
Share

“E o que diabos eu vou fazer com um blog?!” – disparei sem rodeios, sem nenhum medo do futuro.

“Ué, você não disse que gostava de escrever?” – disse um amigo após perguntar-me o porquê de eu não criar um blog.

O futuro chegou, a vontade de escrever cresceu. Minha esposa me desafiou, e lá fui eu criar um blog com cara de “não tenho a menor idéia do que estou fazendo aqui”. Depois do primeiro comentário recebido num post, fui rapidamente contaminado e não consegui mais parar. O que seria de nós, geração Millenium, sem a internet? Onde teríamos nossos pensamentos lidos? compartilhados? “gostados”? Fico imaginando se eu tivesse nascido na idade média, ou mesmo junto com meu pai, em 1947, eu iria ter que escrever o texto, enviá-lo para uma gráfica e pagar caríssimo para imprimir. Depois, pagar um moleque para entregar meus escritos de casa em casa e torçer para alguém ler.

Não dá nem pra imaginar. Hoje, todos fomos tomados pela necessidade de postar alguma coisa, seja no facebook, no wordpress, no blogspost, ou mesmo no Orkut (que Deus o tenha). Não só o número de pessoas dispostas a lerem um post cresceu, mas também, exponencialmente, cresceu o número de pessoas criando novos blogs diariamente, com novos posts, segundo após segundo. Um medida para isso é o Ocioso.com.br – aqui, blogueiros de todas as partes anseiam por divulgar seus escritos. Com um bom título e uma imagem atraente, o resultado pode ser de até 40mil acessos, num só dia.

A questão aqui é: como você pode criar um post de sucesso?

1. Foque no seu leitor.

Depois de alguns sucessos e fracassos no meu blog pessoal (http://gabriel-santos.com), percebi que os melhores posts foram aqueles que eu escrevia tendo como alvo você, leitor. “Mas, como assim, você TEM que escrever para quem está lendo!” – Sim e não. Escreva sobre coisas que seus leitores estão interessados. Pouco a pouco, em grande parte pelos comentários nos posts, pelo número de compartilhamentos, você começa a perceber qual o perfil dos seus leitores. Ao escrever sobre algo que eles não dão a mínima, condeno meu post. Já tive alguns fracassos por conta disto e não há o que se fazer, você terá 2 compartilhamentos via facebook, só. Sente, chore, levante a cabeça e grite: “Próximo post!”.

2. Escolha um título poderoso.

O Título do seu post é a primeira coisa que os leitores vêem. Num mundo onde somos FUZILADOS com informação por todos os lados, piscam 745 janelas ao mesmo tempo em nossos computadores, se seu título for medíocre e só você e seu melhor amigo o entendem, você reduzirá significantemente suas chances de ser lido, até mesmo com seus leitores mais fiéis. Seu título pode, às vezes, até esbarrar no charlatonismo, mas é melhor isso do que um título frio. Retirei do meu blog, dois títulos que deram certo e dois que deram errado:

Errado: 1, 2, 3 e já: 86 Acessos, 12 comentários
Errado: Queria ver deixar em branco hoje! – 527 Acessos, 41 comentários.
Certo: Ser um Ateu Santo ou um Evangélico Ladrão? – 18.244 Acessos, 245 comentários.
Certo: 30 Dias SEM Internet: Uma história de Sobrevivência – 35.598 Acessos, 114 comentários.

3. Use imagens poderosas.

O título espetacular não pode estar acompanhado de uma imagem medíocre. Evite aquelas imagens padronizadas, ex.: Você escreve um post sobre tecnologia, e para sua imagem, escolhe uma foto em preto e branco de duas mãos delicadamente sendo posicionadas sobre um teclado. Não, chega né! A dica é: Use imagens próprias, isto pode trazer mais credibilidade ao seu post (a imagem acima foi tirada com o meu celular e mostra meu computador e algumas anotações de novos posts).

4. Conte sua história.

Todo mundo tem histórias, não importa se elas são longas, curtas ou meio sem-graça. São histórias suas, pertinentes à sua trajetória neste mundo. Use-as para ilustrar suas idéias, seus pensamentos, suas teorias. De repente, aquela história ridícula que lhe aconteceu hoje antes do café da manhã, pode inspirar uma idéia tão forte, que alcançará milhares de pessoas. Num determinado post chamado “Querido Eu: Uma carta para mim aos 16 Anos”, compartilhei algumas histórias, que até então pareciam bestas e infantis, só depois de publicadas, percebi a repercurssão delas quando utilizadas para embasar meus pensamentos.

5. Escreva um post enxuto.

Se escrevendo um post de 500 a 900 linhas, com palavras simples, bem escritas, atraindo a atenção do leitor, utilizando-se da escassa criatividade literária que existe em nós, é um PARTO fazermos uma alma santa ler nossos manuscritos, imagine se você resolver escrever uma tése científica de 3 mil linhas. Um dia fui acusado de ser falacioso, e, apesar de discordar veementemente na época com o então leitor, parei para analisar meus métodos e costumes e sim, mudei algumas coisas.

6. Termine com uma pergunta.

Afinal de contas, você não está escrevendo para a parede, a pergunta, além de apimentar os comentários, mostram para o leitor que você está interessado não somente em ser lido, mas também em ouvir. Isto cria um forte vínculo entre quem está atrás do teclado escrevendo e quem está atrás do monitor lendo.

7. Responda aos comentários.

Sem pestanejar, responda. Reponda, responda e responda. Se possível a todos os comentários, dos mais inteligentes aos mais simples. Todos os comentários MERECEM uma resposta. Todos os leitores que, além de pararem suas VIDAS para lerem o seu texto, até o final, e ainda por cima se deram ao trabalho de escreverem seus comentários sobre seu post MERECEM muito mais do que só uma resposta. Merecem ser tratados como reis, porque, afinal de contas, é por causa deles, que estamos aqui.

Pergunta: O que você, leitor, blogueiro ou curioso, acha que pode alavancar um post de sucesso ou contribuir para sua ruína?

 

Tags:
Gabriel dos Santos

Analista de sistemas, professor de inglês e aspirante a blogueiro. Gabriel Santos, que é também marido de uma linda comissária de bordo, é uma pessoa extremamente fácil. Ofereça-o um doce, e ele lhe amará pra sempre, ou nem tanto. Apaixonado por criatividade, filmes e internet, é um homem que de maneira nenhuma deixa o anonimato subir à cabeça... Espera, por que devemos escrever isso na terceira pessoa, sendo que nós mesmos que sempre escrevemos?

  • 1

You Might also Like