Digite para buscar

Loucura Criativa em uma Agência de Publicidade

Diogo Travagin 31 de agosto de 2012
Share

É um lugar aparentemente normal, pessoas circulando por ali a todo o momento, empresários em busca de novas ideias, estudantes querendo uma oportunidade para mostrar serviço, pilhas de pastas portfolio jogadas em uma sala pouco frequentada, a turma do cafezinho fofocando as últimas da semana, diretores esbravejando, estagiários pirando, enfim. Você já deve ter ouvido falar deste lugar. Todos a chamam de Agência de Publicidade.

Não é a toa que as pessoas que trabalham nestes lugares são chamadas de loucas. Elas enlouquecem em busca da ideia perfeita, da grande sacada que vai trazer retorno para o cliente. É certo, também, que alguns pensam somente no prêmio e não no que vai trazer de positivo para o cliente.

Trabalhar em agência exige colhões (para não ficar a impressão de machista, exige peito), sabedoria para lidar com a pressão, paciência para não mandar seu chefe para aquele lugar e conhecer o melhor lugar para pedir uma pizza. Ah, e se você estiver em uma agência de grande porte, prepare-se para ter sua vida social reduzida, pois os trabalhos ocuparão a maior parte do seu tempo.

Mas sabem de uma coisa? Eu não troco este lugar por nenhum outro. É um “manicômio” sim, mas precisamos de um lugar assim, sem censura, sem meias palavras para estimular a mente e para as ideias fluírem numa boa. Sem contar que é divertido fazer trocadalhos do carilho durante as sessões de brainstorm.

Tags:
Diogo Travagin

Formado em Marketing e Propaganda com especialização em organização de eventos. Redator apaixonado pela publicidade, geek, produtor e apresentador do Piicast no Rádio. Adoro mídias sociais e sua capacidade de interação com o consumidor. Envie críticas, dúvidas ou elogios pelo e-mail: diogoctravagin@gmail.com

  • 1

You Might also Like