Digite para buscar

Pizzaria da Nova Zelândia ousa e gera polêmica

Diogo Mattos 15 de Abril de 2014
Share

Pizza Hell NZ DESTAQUE

Evoluindo num ritmo acelerado, onde a audiência está cada vez mais fragmentada e as formas de se chamar a atenção do target estão cada vez mais ousadas, a publicidade vez ou outra acaba passando um pouquinho dos limites. Eu sei que criatividade não tem limites, mas o bom senso em saber o que vai dar certo e o que pode não dar tão certo assim precisa ser avaliado cuidadosamente.

Recentemente a pizzaria Hell, da Nova Zelândia, acabou perdendo a linha para chamar a atenção e colocou nas ruas um outdoor pra lá de polêmico.  Em busca de anunciar suas novidades para a páscoa, a pizzaria além de promover sua nova pizza de coelho, confeccionou um outdoor inteirinho com peles dos pobres animais. E como se não bastasse, provocou ainda mais com o texto: “Pizza de coelho. Feita de coelho de verdade. Como este outdoor” (veja outdoor abaixo).

E para se defender de possíveis e plausíveis críticas a empresa disse que os coelhos, apesar de todas as suas características fofas, são considerados uma “praga” no ecossistema do país. Além disso, a Hell Pizza afirma que as peles contidas no anúncio foram retiradas com ajuda de profissionais.

Contudo, a Sociedade Vegetariana da Nova Zelândia se manifestou em sua pagina no Facebook dizendo que “Enquanto ‘aprovamos’ as pizzas vegetarianas da Hell, não aprovamos isto”. E assim como essa manifestação legal, houve também uma enxurrada de internautas que prontamente se manifestaram contra. Uma delas, Carol Smith, disse que o ser humano se tornou muito arrogante.

Por outro lado, surgiram também inúmeros defensores da marca, argumentando que se existem problemas em se comer carne de animais então essas mesmas pessoas deveriam ter asco em usar roupas de coro e pele de ovelhas e outros animais. Enfim, um ciclo de debates vicioso foi gerado e a agência Barnes Catmur & Friends pode acabar tendo se queimado com toda essa história, além da própria pizzaria é claro.

Bom senso na criação

Fica evidente que em propagandas polêmicas como essa, é difícil tomar partido e dizer que esse grupo está certo e aquele outro está errado, pois cada situação tem suas particularidades. Nesse caso, temos um cenário ambíguo onde a pizzaria diz que o animal é uma praga e por sua vez a Sociedade Vegetariana do próprio pais diz o contrário.

Acredito que, independentemente dos fatos, os criativos responsáveis tem que pensar num âmbito nacional e usando o bom senso avaliar se realmente é necessário utilizar-se de peles de coelho para confeccionar seu outdoor. Eu entendo que a criatividade não tem limites e tudo o mais, bom senso pelo bom senso sempre vale a pena. Afinal de contas, mesmo que a marca seja a favor, é preciso pensar nas consequências que o ato poderá trazer em retorno a própria marca. Considerando que existem entidades como essa que somados a voz do ovo podem gerar uma péssima imagem para a marca no final das contas.

Mas, apesar disso, considero a ideia de transformação e intervenção urbana utilizando meios tradicionais muita inteligente. No entanto, precisa-se de cuidado para não acabar indo nas ondas da marca e colocar tudo por água abaixo.

E você, o que acha de tudo isso? Concorda? Deixe seu comentário.

Tags:
Diogo Mattos

Tenho 27 anos, sou publicitário, especializado em redação, recém formado em mídia e comunicação pela University of East London, localizada em Londres. Aqui estou, para agregar minha visão de redator publicitário ao fatos da publicidade atual que mais chamam nossa atenção. Também escrevo para o meu blog pessoal www.activebrain-diogo.blogspot.com, onde publico artigos em inglês e português sobre temas relacionados ao mundo da comunicação e mídia atual.

  • 1