Digite para buscar

ZapZap avança em número de downloads e pode ameaçar o WhatsApp. Aliás, você conhece o verdadeiro ZapZap?

Felipe Ferreira 17 de novembro de 2014
Share

Zap Zap

Foi nas terras obscuras da zoeira HUE BR que o paraense Ericky Costa (33) encontrou a oportunidade de enfrentar um dos maiores e mais badalados aplicativos do momento. Não saberia responder ao certo como surgiu a ideia. Posso apenas dizer que foi tudo no rastro da zoeira, acrescido do código-fonte do app russo “Telegram”, que possui código aberto. Até a edição deste post, o principal concorrente do WhatsApp no Brasil, o ZapZap, já havia conquistado mais de 1,4milhão de zapeiros. Esse número ainda é muito baixo, porém o jovem empreendedor acredita na iniciativa e tem se empenhado em explorar as brechas do seu concorrente. Em reportagem publicada nesta última terça no portal de notícias G1, Costa criticou a invasão de privacidade imposta pela nova atualização do Whats que informa quando o destinatário lê a mensagem recebida. “Os meus usuários não são muito a favor disso”, disse.

Para quem ainda não conhece, o ZapZap tem funcionamento bastante parecido com o do WhatsApp. Além das funções já conhecidas, ele possibilita o compartilhamento de GIFs animadas, o armazenamento em Nuvem, a criação de grupos com até 200 integrantes e o envio dos mais variados tipos de arquivos, além de ser gratuito. Quando o assunto em questão é a privacidade, Costa afirma que seu aplicativo não acusa quando alguém visualiza algo e que permite a criação de mensagens autodestrutivas. Veja a comparação abaixo:

Zap Zap2

O ZapZap se apresenta como uma opção rápida, segura e brasileira, entretanto ainda não é compatível com Windows Phone e IOS, mas em compensação aceita Android, possui uma versão para PC e permite ser acessado via Web de qualquer navegador.

Estaria o WhatsApp com os dias contados? Seria melhor, nós comunicadores, ficarmos de olho nesta possível tendência? Teria o Facebook cometido um grande erro ao pagar tão caro em um app simples que pode ser facilmente copiado?

Bem… Ainda é cedo para responder, mas de qualquer forma, e se houver interesse, clique no link abaixo e conheça mais sobre esse novo aplicativo que saiu do Pará e está se espalhando por todo o país.

Tags:
Felipe Ferreira

Valorizo as mais diversas formas de comunicação e procuro sempre provocar algum tipo de reação nas pessoas. Me interesso por um monte de coisas e gostaria de ter tempo infinito para aproveitar todas elas.

  • 1

You Might also Like