Digite para buscar

As 5 Propagandas e anúncios mais polêmicos de 2014

Diogo Mattos 23 de dezembro de 2014
Share

O ano de 2014 vai chegando ao fim e já fica aquela nostalgia e lembrança dos bons momentos vividos durante o ano, porém, da mesma forma ficam lembranças não tão boas assim. E é sobre esses fatos, conhecidos como micos do ano, que quero falar nesse post. Mas, como esse blog trata de publicidade, é claro que estou falando de propagandas e anúncios que geraram um recall negativo e ficaram na mente como vexatórios e alguns até engraçados como você pode conferir a partir de agora.

1. Friboi e o comercial com Roberto Carlos

FriboiReiRoberto

Desde que surgiram na nossa telinha os comerciais da Friboi sempre foram de gosto duvidoso segundo o público receoso com a marca. Mas quando foi lançado o comercial com o rei Roberto Carlos sentado a mesa de um restaurante pedindo uma carne Friboi foi demais.

Todo mundo sabe que o rei é vegetariano há 25 anos e essa seria realmente uma grande sacada, mas ao invés disso o tiro saiu pela culatra e a imagem da marca ficou bastante desgastada, rendendo até explicações pelo Diretor de Criação da agência Lew’lara/TBWA ,responsável pela concepção do comercial.

O fato de Roberto nem experimentar um pedaço de carne sequer e falar que aquela era uma carne de qualidade por ser Friboi realmente não agradou e fez o Rei quebrar o contrato com a casa e manchar de vez o nome da marca.

Relembre no vídeo abaixo:

2. Cevada da Brahma na Granja Comary

9963_788515311176034_146509805_n

As vésperas da copa do mundo a Brahma, grande patrocinadora da seleção Brasileira, resolveu plantar a cevada da marca no solo da Granja Comary, local que abrigou a seleção durante a copa e onde eles treinaram. A ação intitulada “Brahma Seleção Especial” ganhou até vídeo (reveja abaixo) mas não ganhou popularidade nenhuma, especialmente depois da derrota vexatória na copa.

3. Bahamas Hotel Club e Oscar Meloni

HotelBahamasMeloni

Esse caso foi sem dúvida bastante polêmico apesar de muita gente fazer de tudo para esquecer. O grande outdoor colocado em algumas das principais ruas de São Paulo a um mês da copa do mundo gerou muita falação e um mico sem tamanho para Oscar Meloni e sua boate. Colocar uma mulher insinuando claramente a prática de sexo oral em um jogador realmente não foi uma boa ideia, principalmente pelo momento inoportuno. Algumas ONGs e o Governo de São Paulo não gostaram nada da peça e o ofensivo anúncio virou caso de justiça por incitar novamente o debate sobre turismo sexual.

4. Neymar em comercial da Lupo

neymarlupo

Acho que pelo menos toda mulher se lembra do comercial da Lupo que foi ao ar também as vésperas da copa mostrando o ídolo Neymar de cuequinha não é mesmo? Pois bem, este foi mais um mico histórico dentre as propagandas de 2014. Por que? Eu relembro: no final do comercial Neymar fugia de fininho quando um homem aparecia procurando aquela “cueca sexy do Neymar” e por conta disso a ação foi considerada homofóbica por parte de internautas apreciadores da marca. O debate foi grande pois alguns consideraram toda a crítica gerada um verdadeiro exagero, levando a Lupo a se retratar dizendo que as acusações não procediam.

Relembre aqui:

5. Diletto X Dobem: Histórias mal contadas

Dilettoedobem

E para terminar, trago um caso mais recente mas não menos polêmico. Não é exatamente um anúncio ou comercial, mas o escolhi por se tratar de um assunto inerente a publicidade: o institucional. Trata-se de um caso de storytelling bem mal feito e que com certeza gerou um recall negativo para ambas as marcas.

A história é um pouco longa, mas vou tentar dar uma resumida aqui, já que todo mundo lembra do caso. Tudo começou com uma simples matéria da revista Exame que citou a Diletto e a sucos Dobem como marcas que inventam uma história e personagens para aumentar sua popularidade. Obviamente isso não se desenrolou bem, gerando debates sobre ética em storytelling e dúvidas do público quanto a confiabilidade das marcas em questão.

Tudo aparentemente se encerrou no último, quando o Conar recomendou alteração á Diletto, causando bastante desconforto para os executivos da empresa.

Relembre nos links das principais matérias e artigos da época que falaram sobre o assunto:

Exame: http://abr.ai/1scD5vA

R7: http://bit.ly/1HpBmfb

Adnews: http://bit.ly/1HpBmfb

Meio & Mensagem: http://bit.ly/1zAcTlr

Tags:
Diogo Mattos

Tenho 27 anos, sou publicitário, especializado em redação, recém formado em mídia e comunicação pela University of East London, localizada em Londres. Aqui estou, para agregar minha visão de redator publicitário ao fatos da publicidade atual que mais chamam nossa atenção. Também escrevo para o meu blog pessoal www.activebrain-diogo.blogspot.com, onde publico artigos em inglês e português sobre temas relacionados ao mundo da comunicação e mídia atual.

  • 1

You Might also Like