Digite para buscar

Ler, ou não ler? Eis a questão.

Igor Di Ferreira 15 de Janeiro de 2015
Share

enem (1)

Recentemente o MEC divulgou as notas do Enem, um número surpreendente de candidatos tirou zero na redação, foram 529 mil no total, e pasmem apenas 250 candidatos conseguiram tirar a nota máxima. É evidente a limitação dos candidatos com a escrita e a leitura. Para não destacar apenas o aspecto negativo, as notas em outras disciplinas aumentaram, em relação ao ano passado.

O post de hoje fala sobre a dificuldade que uma grande parcela dos brasileiros enfrenta ao interpretar textos, ou seja, o analfabetismo funcional e como esta incapacidade interpretativa está presente no cotidiano das nossas timelines e geram equívocos, polêmicas e situações engraçadas, quase todo o tempo nas redes sociais.

Provavelmente você já escreveu algo em seu perfil, e foi mal compreendido pelos seus seguidores e amigos. Isso acontece frequentemente, seja pela preguiça de ler o texto até o fim, ou mesmo pela dificuldade encontrada na interpretação, isso sem falar nos erros gramaticais.

No Facebook, por exemplo, as pessoas fazem comentários baseados apenas no que leram na chamada do post. Um exemplo disso aconteceu com Paulo Gustavo, em uma entrevista para O Globo, o jornal perguntou quem era a pessoa mais engraçada do Brasil, e o ator respondeu que era ele, voltou atrás, disse que era uma brincadeira, e revelou sua opinião “É a Fernanda Torres”. Porém, na chamada o jornal editou a resposta como se Paulo Gustavo tivesse respondido que a pessoa mais engraçada fosse ele mesmo, foi o suficiente para os comentaristas desavisados que não leram a entrevista inteira, começarem a criticar o ator.

Estas situações que ocorrem nas redes sociais se repetem todos os dias, sendo apenas o reflexo do ensino público brasileiro e do jeito que estamos indo, antes de cada postagem vamos ter que usar uma frase de alerta “sou responsável pelo que escrevo e não pelo que você entende”.

Tags:
Igor Di Ferreira

Publicitário e cantor, entre outras coisas afins (não necessariamente nesta ordem).

  • 1

You Might also Like