Digite para buscar

Marcas passam a priorizar modelos com maior número de seguidores

Marcos Nascimento 24 de setembro de 2015
Share

shutterstock_278331920Imagem: shutterstock.com

Não é de hoje que a nossa conduta em redes sociais, influência no nosso dia-a-dia. Desde o finado Orkut, cada um já possuía sua maneira de agir e transparecer seus anseios e sua personalidade na rede; Fosse com as comunidades ou com a mania do “só add com scrap”.

Com o social media em constante crescimento e amadurecimento, chegaram o Instagram e o Twitter, onde nossas vidas são contadas através de imagens e 140 caracteres. Sem falar do gigante Facebook (que não é só a maior rede social do mundo, mas também o maior veículo de mídia). Podemos chamar esses três de “fábrica de subcelebridades”.

O publicitário Wellington Campos (Instagram: @camposwell) por exemplo, com suas fotos do Woody em diversas situações, em determinada época, chegou a ter mais seguidores no Instagram, que o jogador Neymar. No Facebook, alguns perfis como “O bode gaiato” e “Gina indelicada” também alcançaram mais seguidores que muitas celebridades.

O número de seguidores, virou um atalho para avaliar novos formadores de opinião e para definir quem são os novos “influencers” dentro e fora da web.

Em um bate-papo com o booker Anderson Felix, da Oxx Agency, uma das agências de modelo da capital de São Paulo, descobri que no mundo da moda a coisa anda um pouco mais séria. Modelos no Brasil e no mundo, estão sendo avaliados pelas marcas que os contratam, não só pelo seu perfil profissional e portfólio, mas também pelas suas redes sociais.

A quantidade de seguidores que principais modelos possuem, está no menu “Social” do models.com, um dos maiores e mais bem conceituados sites do universo da moda. Felix diz que em Nova York por exemplo, o mercado é superconcorrido, e por isso, quanto mais critério, melhor é a escolha das New Faces e Supermodels(termos que definem modelos iniciantes e profissionais com maior destaque, nesta ordem) e o mais novo método de peso na escolha desses profissionais, é a quantidade de followers que eles possuem.

02 plug

Modelos de campanhas publicitárias que formam opinião, comunicam mais rápido, conversam diretamente com seu público e levam a mensagem a um maior número de pessoas. Com uma margem de adesão muito maior que a de um indivíduo desconhecido.

Ser conhecido e ter seguidores, já não leva mais tanto tempo como antes, mas também não dura como antes. Toda essa fama resumida em número de followers, na maioria das vezes é passageira, por isso, o mais novo costume no universo de quem modela, é a manutenção de suas redes sociais, muitas vezes seguindo a risca regras de marketing digital.

Tags:
Marcos Nascimento

Trabalha em agência como Diretor de arte. Gosta de fotografar, pintar e escrever. Escreve às segundas e terças.

  • 1

You Might also Like