Digite para buscar

As tecnologias interativas e a nova organização da subjetividade

Fernanda Soares 8 de outubro de 2015
Share

shutterstock_157122776Imagem: shutterstock.com

Reconhecemos que inovações tecnológicas dos mais variados tipos introduzem transformações em nossas vidas. Além das transformações que presenciamos em primeira mão, somos capazes de ter acesso a inúmeras outras, quando estabelecemos contato, por meio de relatos dos mais velhos, livros, filmes, viagens, etc., com os modos de vida de épocas e lugares em que uma outra tecnologia ainda era desconhecida. Esse tipo de contato com o antes de determinada tecnologia, torna fácil perceber as transformações por ela geradas no depois.

A sociedade atual encontra-se em um período de inúmeras transformações tecnológicas, sociais, econômicas e institucionais, fato que pode ser percebido em todas as instâncias sociais, inclusive nas formas de trabalho onde mudanças estão cada vez mais presentes. Neste contexto, vários conceitos e situações são vistos de forma diferenciada, o sujeito interno sendo separado do mundo exterior, é um deles.

Sendo assim, assumir uma nova identidade, estar fora de si, criar um personagem, a criação de um novo espaço de valores e representações dependentes desses recursos respalda a disseminação de uma cultura digitalizada que determina, conseqüentemente, configurações inéditas das relações do sujeito com o seu entorno.

Tags:
Fernanda Soares

Publicitária, amante de informações e nas horas vagas uma consumidora fiel de séries americanas, sem contar com a paixão pela música.

  • 1