Digite para buscar

Crítica: No Coração do Mar

Nina Elora 9 de dezembro de 2015
Share

No Coração do Mar

Com estreia na última quinta feira, No Coração do Mar marca a volta de bons filmes às telas dos cinemas. Bom, é claro que ao longo desse ano vários filmes bons foram lançados, porém nem só de blockbusters é feito o cinema. Com um enredo que prende o espectador do início ao fim, fica claro que bons atores, muitas vezes estão fantasiados de personagens ruins. Exemplo disso é o ator Chris Hemsworth, que deixa seu personagem mais famoso, o Thor, completamente apagado por sua dedicação ao papel do primeiro oficial Owen Chase.

O filme narra a volta do grande navio Essex, que está sob comando do capitão George Pollard, que não possui experiência alguma. Com a narrativa de um dos marujos novatos e sobreviventes da tragédia do navio, o escritor Herman Melville busca uma nova história para virar uma possível best – seller. Ao longo da história, se mostra a vida dos caçadores de baleias em busca do óleo que as baleias possuem dentro de si, para alimentar o fogo usado na sociedade. Ao narrar a história, o último sobrevivente do grande navio, se mostra indisposto a alongar a história e dar mais detalhes, o que logo vai sendo deixado de lado por ele, e é relatado todo o sofrimento, angústia e atrocidades que todos eles foram submetidos.

O longa marca o retorno de Benjamin Walker (Lincoln – O Caçador de Vampiros), Cillian Murphy (A Origem) e Tom Holland, o novo Homem-Aranha. Além de mostrar a grande transformação de Hemsworth, que emagreceu quase 40 quilos para entrar na pele do novo personagem, podemos ver atuações inteiramente dedicadas em mostrar a história de como o navio Essex tinha como missão levar para seu porto duas mil barris de óleo de baleia, e fracassou ao ser naufragado por uma baleia branca de quase mais de 30 metros na costa oeste da América do Sul.

Se para que um bom filme de drama, o espectador tem que se sentir angustiado com a história contada, tomar sustos com a intensidade dos acontecimentos e se aliviar com um grande fim, então sim, esse é um ótimo filme do gênero. E não se enganem com o ator principal, ele não tira a camisa.

Tags:
Nina Elora

Estudante de Design Gráfico, apaixonada por cinema, livros e séries. Acredito que um pouco de arte na vida de toda pessoa é essencial. E nada melhor pra melhorar o dia do que sorvete e um batom vermelho.

  • 1

You Might also Like