Digite para buscar

Que tal nadar num oceano azul?

Dayanna Pacheco 15 de Fevereiro de 2016
Share

shutterstock_129172970Imagem: shutterstock.com

Em 2005 foi lançado o livro A Estratégia do Oceano Azul que trouxe um novo olhar sobre necessidade da inovação para os negócios. Na a construção do material os autores mergulharam em mais de 150 empresas de diversos segmentos e após dez anos lançaram o título que gerou grande buzz à época.

É preciso repensar e entender que existem novas opções e ações estratégicas antes não levantadas para cada proposta comercial. O livro prega que a “melhor forma de superar a concorrência é justamente parar de tentar superá-la, ou seja, buscar mercados ainda não explorados, chamados pelos autores de ‘oceano azul’ ”.

A nomenclatura utiliza da analogia de que o oceano azul é um local em que se pode nadar livremente, em oposição ao oceano vermelho que seria o mercado saturado e coberto pelo ‘sangue derramado’ nas batalhas entre os concorrentes.

Em linhas gerais, a estratégia pode ser definida por três pontos: 1) Reconstruir as fronteiras do mercado; 2) Concentrar-se no panorama geral, não nos números e 3) Ir além da demanda existente.

Em 2013 uma série brasileira abordou esse conceito. Exibida pelo canal HBO, ‘O Negócio (2013)’ abordou de forma original a aplicação dos conceitos do marketing e da estratégia do oceano azul no dia a dia das garotas de programa de luxo.

Na história, três mulheres se reúnem para lançar a empresa Oceano Azul, especializada em oferecer prostitutas de luxo com discrição e sofisticação.

A série caiu nas graças do público ganhando temporadas além do previsto, abrindo a discussão sobre os artifícios do marketing e inserindo a nova estratégia nos debates publicitários, ainda mais com um ‘produto’ tão polêmico.

Fontes: 2

Tags:
Dayanna Pacheco

Goianiense (sem pé rachado mas que adora pequi e pagode) que encontrou na publicidade a melhor forma para justificar os insights diários nada convencionais sobre os mistérios do universo, do cotidiano e da decoração doméstica.​

  • 1