Digite para buscar

Politicamente chato

Dayanna Pacheco 29 de Fevereiro de 2016
Share

chatoImagem: shutterstock.com

Antes de externar a opinião é preciso pensar uma, duas, três dezenas de vezes ou mais antes de incomodar os ‘politicamente corretos’ de plantão. Talvez seja a ‘democracia’ proporcionada pela internet que alimentou e criou esses monstros que estão mais que dispostos a criticar, julgar e demonizar opiniões, quaisquer que sejam.

A liberdade de expressão deixou de existir (ao meu ver). Uma crítica, opinião ou ponto de vista é repudiado e comumente vira tema de noticiários, sim, isso mesmo! Tema de jornal. Mas o que mudou? Acredito que falar é fácil, mas julgar e apontar o dedo é muito mais fácil ainda e dá status/visibilidade ao dedudo (rs).

– Sou fã de axé (sem cultura)
– Curto rap (favelado)
– Gosto de meninos e meninas (imoral)

E por aí vai… essa incoerência de liberdade versus censura está tomando dimensões assustadoras e que precisam ser repensadas como um mal do pseudo-livre-arbítrio e democratização da informação.

Uma tirinha que provoca bastante a auto reflexão (ao menos pra mim) são as do Armandinho, aquele garotinho que no auge da inocência trata as palavras, ideias e ações como elas devem ser: simples e claras, algo bem longe da complexidade superficial que começamos a ingerir e alimentar junto com o café da manhã.

armandinho-hqfb1

Tags:
Dayanna Pacheco

Goianiense (sem pé rachado mas que adora pequi e pagode) que encontrou na publicidade a melhor forma para justificar os insights diários nada convencionais sobre os mistérios do universo, do cotidiano e da decoração doméstica.​

  • 1