Digite para buscar

Pele, tripas e gordura: uma arte de revirar o estômago.

Bruno Haulfermet 20 de Abril de 2016
Share

Quando vemos um mobiliário, seja um sofá ou poltrona, instantaneamente pensamos em conforto. Se usamos uma luva ou agasalho, o que vem em nossa mente é aconchego.

De modo geral, todas as peças acima devem proporcionar bem-estar, principalmente porque costumam somar formas agradáveis a funções convenientes.

Mas há quem pense na direção contrária. E esse alguém é Cao Hui, um artista chinês. Ao criar o projeto ‘Visual Temperature’ (Temperatura Visual, em tradução livre), o profissional propõe uma releitura de alguns objetos dentro de um ponto de vista orgânico. O que para ele significa pele, entranhas e gordura.

O resultado pode ser chocante ao primeiro olhar, mas o conceito por trás das esculturas é interessante e simples: Cao acredita que a superfície de algo é tão importante quanto seu interior e que assim deveria ser com tudo.

Utilizando como matéria-prima fibras, mistura de resina e outros materiais, o artista abusa de texturas que normalmente não são associadas à superfícies macias ou que remetam à carne, gerando um trabalho realista que engana os olhos de qualquer observador.

Confira:

01

02

03

04

05

06

Fonte: http://www.designboom.com/art/flesh-sculpture-cao-hui-artist-08-06-2015/

Bruno Haulfermet

Designer, escritor nas horas vagas e curioso. Não saio de casa sem mochila e um fone de ouvido.

  • 1