Digite para buscar

Um segredo infalível para o sucesso da sua marca!

Houari Morais 6 de Maio de 2016
Share

É muito comum encontrarmos na internet textos com títulos como “10 dicas para tornar sua marca conhecida”, “Como fazer sua empresa se destacar no mercado” ou “Aprenda como fazer seu negócio dar certo”…

Resumindo: Títulos como o deste post!
E isso é compreensível. Em um mercado de intensa concorrência é natural que exista uma grande demanda por esse tipo de conteúdo. De fato, existe sim muita coisa boa por aí.
O problema é que passamos tanto tempo em busca dessa fórmula secreta, analisando os cases de sucesso e as tantas variáveis que podem impactar nosso negócio, que acabamos esquecendo um simples detalhe: estamos prestando um serviço de qualidade?

Você provavelmente pensou: “Deeer, mas isso é óbvio!”.
E é mesmo. O mínimo que se espera de uma marca é que ela ofereça um produto ou serviço de qualidade para seu cliente. Mas será que isso, de tão básico, não acabou se tornando “chavão”?
Aqui caberia a frase do filósofo libanês Khalil Gibran, que eu acabo de encontrar pesquisando no google e vou citar para reforçar meu ponto:
“O óbvio é aquilo que ninguém enxerga, até que alguém o expresse com simplicidade”. Um fato recente pode ilustrar isso. O usuário Caio Rossoni postou em seu Facebook a foto de um cartão de visita da loja Rei do Iphone para compartilhar com seus amigos a experiência positiva que teve no local:

Foto 1

Para a surpresa de Caio sua história viralizou e tomou uma proporção gigantesca: só até o momento em que escrevo este texto o depoimento já soma 332 mil curtidas e exatos 72.764 compartilhamentos.
Em consequência a todo esse buzz, a loja tem estado mais lotada do que nunca, passando de 15 a 150 atendimentos por dia. Não só se tornou praticamente impossível falar por meio dos telefones de contato da loja que encontram-se congestionados, como sua página no Facebook já chega à marca das 47 mil curtidas.

Vida longa ao Rei!

Foto 2

Sabe quando levamos nosso carro ao mecânico e ele diz que precisamos substituir um monte de peças por outras novas, mas na verdade o problema era só um cabo solto? Ou quando precisamos resolver alguma situação ligando nesses serviços de telemarketing da vida e ficamos tanto tempo na linha, sendo jogados de um ramal pro outro, que acabamos vencidos pelo cansaço?

Pois é! Estamos tão acostumados com atendimentos ruins, com pessoas querendo tirar vantagem, com serviços meia-boca, que ficamos extremamente admirados quando nos deparamos com o “óbvio”.

Observe empresas como a UBER ou a NETFLIX, por exemplo.
Desde que surgiram geram desconforto a seus concorrentes e, por outro lado, são extremamente queridas pelos seus usuários. Sabe por quê?
Porque prestam um serviço de qualidade, que atende a necessidade do cliente e, principalmente, por um preço justo.

Sou daqueles otimistas que acredita que isso um dia deixará de ser um diferencial e se tornará um padrão de mercado. Já é possível notar uma mudança comportamental rolando. As empresas precisarão se adequar ou podem acabar comendo um prato um tanto indigesto.

Literalmente.

O Reclame Aqui, em comemoração ao seu aniversário de 15 anos, promoveu uma ação chamada “O Jantar da Vingança” na qual convidou, para a inauguração de um restaurante, diretores de algumas das empresas com a pior reputação no site.
Nesse jantar eles provaram do próprio veneno e sofreram com um péssimo atendimento.
Fake ou não e o resultado ficou incrível. Confere aí:

Por isso deixo aqui o segredo infalível:
Antes de tudo, certifique-se de estar fazendo o óbvio.

Houari Morais

Sou um cinéfilo declarado, nerd de carteirinha, amante da comunicação e eterno curioso. Busco as respostas da vida, mas o Google me diz existirem aproximadamente 12.200.000, então não tá fácil. Uso chinelo de dedo com meia, já pulei na piscina sem lembrar de tirar a pochete e tenho a incrível habilidade de comer uma pizza sozinho. Carrego comigo a grande responsabilidade de ser, muito provavelmente, o único “Houari” que você conhecerá em sua vida. Por isso faço o máximo para ser o melhor “Houari” possível.

  • 1