Digite para buscar

Conectividade – Quanto tempo você sobrevive sem celular?

Fernando Magnus 10 de Maio de 2016
Share
Quantas vezes você usou seu celular hoje? O ato de desbloquear o celular para verificar e-mails, acessar redes sociais, ler notícias ou ver séries e vídeos já é prática comum em nosso dia a dia. Entretanto, qual é o limite entre o uso saudável e a compulsão pela conectividade? Seja por motivos profissionais ou mesmo para lazer e entretenimento, é provável que você gaste dezenas de minutos todos os dias usando seu smartphone, entretanto o uso excessivo do aparelho pode acarretar em problemas sérios.
No Brasil o celular se tornou o principal meio de acesso a internet. De acordo com informações divulgadas pela Anatel, atualmente temos 138 aparelhos para cada grupo de 100 habitantes, o que mostra que o brasileiro a cada dia que passa se torna mais conectado. O que muita gente não sabe é que o uso excessivo pode levar a “nomofobia” (termo usado para classificar o distúrbio apresentado por pessoas que utilizam o celular de forma obsessiva). Dentre os sintomas se destacam alguns problemas físicos, sociais e emocionais, havendo casos em que o ‘viciado’ sente angústia quando está longe do aparelho, chegando a sentir sensação de pânico quando não pode utilizar celular.
Provavelmente você já deve ter experimentado a sensação de estar em uma roda de amigos e ver todos (incluindo você que agora está lendo este texto) calados, apenas mexendo no celular. Tudo isto acontece porque estamos cada vez mais conectados. Atualmente dos vinte aplicativos mais utilizados em nosso país, sete deles são de mensagens instântaneas ou redes sociais. O grande desafio é equilibrar o uso de todas essas ferramentas que simplificam nossa vida diária, equilibrando o tempo entre atividades do mundo on line e off line.
É fundamental observar o tempo de permanência conectado ao celular para a prevenção da nomofobia. Clicando neste link, você pode responder a um teste desenvolvido dentro do Instituto de Psiquiatria da UFRJ e que mede os níveis de dependência do Telefone Celular.
Ah, não esqueça de deixar a resposta nos comentários, combinado?
Fernando Magnus

Workaholic de nascença e estudante de jornalismo no momento. Social media e internauta compulsivo, apaixonado por música, fotografia, séries e livros.

  • 1