Digite para buscar

Mona Lisa: musa atemporal

Dayanna Pacheco 12 de Maio de 2016
Share

Ah, a Mona Lisa… Essa mulher enigmática que desperta teorias, paixões e a criatividade continua a ganhar notoriedade, seja por campanhas polêmicas, divertidas ou de cunho social.

A pintura de 1503 é a obra-prima de Leonardo da Vinci. O quadro representa uma mulher com uma expressão introspectiva, um pouco tímida e de sorriso sedutor.

Uma das grandes discussões permanece na identidade dela. Muitos historiadores acreditam que seja a esposa de Francesco del Giocondo, um comerciante de Florença. Outros afirmam que seja a Duquesa de Milão (para a qual da Vinci trabalhou alguns anos), mas para Lillian Schwartz, cientista dos Laboratórios Bell, Mona Lisa é um autorretrato de Leonardo da Vinci (!!!)

E para dar mais uma aguçada em nossa curiosidade, vamos a algumas análises:

– Você sabia que para ver a Monalisa sorrir, é preciso olhar para qualquer outro lugar do quadro que não diretamente para a sua boca?

– A paisagem atrás dela é divergente. O lado direito não corresponde ao esquerdo. É como se fossem dois lugares diferentes e não uma continuação de um só.

– Mona Lisa não tinha sobrancelhas. Primeira versão: a modelo sofria de uma doença chamada alopecia. Segunda versão: um restaurador desastrado apagou as sobrancelhas ao usar um solvente muito forte na obra. Terceira versão: Mona Lisa raspava os pelos do rosto, como era costume na renascença.

E é justamente por despertar tanta curiosidade que ela é recorrentemente utilizada em campanhas ou ações publicitárias. A imagem por si só já é uma imersão num mundo rico de suposições, imagine só acrescentar mais elementos? Só pode dar buzz! Confira.

imagem 01

Mona Lisa perde cabelo em campanha sobre o câncer criada em 2013: a obra foi modificada para estimular a conscientização. A frase ‘Um tumor te modifica a vida, não o seu valor’ arremata a proposta e gera a reflexão.

imagem 02

Em 1998 o ator João Carlos Moreno posou de Mona Lisa para a campanha do amaciante da Bombril: ‘Mon Bijou deixa sua roupa uma perfeita obra-prima’.

imagem 03

No ano de 2014 surgiu a campanha Lego Masters que mostrou cinco obras de arte interpretadas com os famosos bloquinhos.

imagem 04No mesmo ano a Mona Lisa também circulou em uma exposição de neo pop art em São Paulo. Super cool!

imagem 05

E em 2006 a nossa musa se atreveu a dar uma volta num turbinado conversível e estampou um cartaz sobre um evento automomotivo na Itália. Essa mulher não é demais?

Fontes: O Globo, Propagandas históricas, Wikipedia, Brasil Escola, Exame e Guia dos curiosos.

 

Dayanna Pacheco

Goianiense (sem pé rachado mas que adora pequi e pagode) que encontrou na publicidade a melhor forma para justificar os insights diários nada convencionais sobre os mistérios do universo, do cotidiano e da decoração doméstica.​

  • 1