Digite para buscar

Marca de lingerie boicota o uso de photoshop em modelos: como ficaram as vendas?

Bruno Haulfermet 6 de junho de 2016
Share

Nunca se discutiu tanto a liberdade estética quanto nos dias atuais. No meio publicitário, onde tudo deve ser perfeito, mesmo quando demonstra não ser, uma empresa decidiu colocar fim no uso do photoshop ao tratar as imagens de suas modelos.

Aerie, a marca que é um braço da American Eagle, opostou em uma direção contrária e, há dois anos, investe na imagem real de suas modelos. Isso significa a não correção das ditas ‘imperfeições’. Existe nas fotos, claro, um cuidado estético no que diz respeito à composição, luz e outros fatores, mas nada que atue na correção dos corpos.

Manobra arriscada que poderia custar o sucesso da empresa, visto que os padrões estéticos engessados ainda agridem a sociedade.

A decisão, no entanto, foi coroada com alegria. Contando com mais de meio milhão de seguidores no instagram, as vendas da marca subiram 20% entre mulheres de todo o mundo. A identificação imediata com o público feminino serve de grande exemplo para os novos – e mais justos – caminhos, não apenas da publicidade, mas da humanidade como um todo.

Confira as imagens:

12 11 10 9 8 7 6 5 4 3 2 1

fonte: Hypeness 

Bruno Haulfermet

Designer, escritor nas horas vagas e curioso. Não saio de casa sem mochila e um fone de ouvido.

  • 1