Digite para buscar

Minancora: “da cabeça aos pés”

Dayanna Pacheco 6 de julho de 2016
Share

Se você achava que somente o Bombril possuía 1001 utilidades, você errou feio, errou rude! A pomada Minancora também faz parte desse restrito mundo dos produtos que agregam múltiplas utilidades.

imagem 01a (1) imagem 01b

Seja para tratar, frieiras, chulé, irritações cutâneas, queimaduras ou acne (função antisséptica e cicatrizante) a pomada também tem aplicações um tanto quanto incomuns como clareador de manchas na pele e desodorante!

imagem02

Tem dúvidas ainda? Veja o que disse a ‘Rainha da Beleza’ de Joinville (SC) em 1932!
imagem05

Produzida no Brasil desde 1915, a pomada é um medicamento a base de cânfora (ai que cheirinho booooom) + óxido de zinco + cloreto de benzalcônio (cruzes!). Vai ver que essa combinação é o elixir da beleza, ou então o simples fato dela ser o ‘santo medicamento’ passado de geração em geração que fortaleça a sua versatilidade e suas funções milagrosas!

E se você pensa que só existe essa pomada, estás equivocada minha senhora! (rs) A linha é extensa e bem versátil.

imagem03 imagem04

E pra finalizar, aposto que vocês se lembram da mascote da pomada no Domingo Legal do Gugu! O jingle era bem bacaninha, mas o gingado era o melhor! Até o próximo post, galera!

 

Fontes:  belezaesaude.com e propagandashistoricas.com.br
Crédito da imagem destaque: umgarotodelicado.blogspot.com.br

 

Dayanna Pacheco

Goianiense (sem pé rachado mas que adora pequi e pagode) que encontrou na publicidade a melhor forma para justificar os insights diários nada convencionais sobre os mistérios do universo, do cotidiano e da decoração doméstica.​

  • 1