Digite para buscar

Atendimento: escolha vs falta de opção

Tiago Bezerra 29 de dezembro de 2017
Share

Se você quer ser um bom Atendimento Publicitário, essa função deve ser uma escolha sua. Não deixe que a falta de opção entre as outras áreas da publicidade decida por você.

É muito comum ver jovens estagiários ainda indecisos sobre o que quer fazer em uma agência. Uns veem a Criação como a melhor área. Outros, as Mídias Digitais. Mas é ainda mais comum ver que os que não se decidem, acabam se tornando Atendimentos. Muitos alegam que essa é a escolha natural porque não são criativos. E é aí que está o problema.

A área de Atendimento, ou Gestão de Conta, precisa ser tão criativa quanto qualquer outra área da Agência. É a porta de entrada dos problemas de comunicação que precisam ser solucionados de forma precisa.

Com os anos de experiência, vemos Atendimentos que colocam os olhos em uma ideia da Criação e diz: “Não sei se isso está bom. Eu faria muito melhor”. Cuidado com isso. Porque sempre vai existir alguém dizendo por aí que seu trabalho não é tão bom e que fariam melhor que você.

Esse tipo de pensamento gera um comportamento soberbo que acaba virando uma guerra fria entre departamentos. E quem se prejudica é a marca do Anunciante que está pagando por ideias estratégicas, e não por opiniões frustradas.

Se a dupla pensou dois dias antes de aprovar a ideia com o Diretor de Criação, não pense que sua “sacada” de dois minutos é melhor. Porque é muito fácil posar de profeta depois que o milagre já aconteceu.

Então, se você realmente quer ser um Atendimento Publicitário dos bons como muitos que existem por esse Brasil afora, você precisa saber de três coisas:

1 – O problema do cliente é o ponto de partida para o Briefing. Estude, pesquise e apresente sugestões estratégicas para a Criação.

2 – Pense ao contrário. Se o cliente acha que quer A, pense como seria o Z. Crie soluções na sua cabeça e apresente-as no Briefing. Explore o publicitário que há em você.

3 – E por último e o mais importante: cada macaco no seu galho. Porque se você ficar perdendo tempo criticando o trabalho das Duplas em vez de fazer o seu bem feito, alguém pode sugerir que um telefone na sala da Criação faz Briefings melhores que o seu.

(Imagem: Reprodução/ Wenner Media)

(Imagem: Reprodução/ Wenner Media)

Tiago Bezerra

Redator Publicitário e Roteirista apaixonado por tecnologia, música, cinema e tudo que faz o mundo ser mais agradável.

  • 1