Digite para buscar

Dê um fatality no bloqueio criativo

Reinaldo Del Trejo 17 de Janeiro de 2018
Share

O momento mais temido pelos criativos: quando você senta para produzir e não sai absolutamente nada que preste. Muitos duvidam da capacidade do bloqueio criativo. Até parece um ser estranho que sussurra: “Hoje tu não produzirás”. Dá desespero, principalmente quando o prazo é curto e você precisa entregar o job o quanto antes.

Ok, bloqueio criativo existe. E só tem uma forma de driblar esse inimigo número 01 dos criativos: produzir. Mas você se pergunta: “Como vou produzir, sendo que não saí nada decente?” A resposta está aí, meu caro (a). Apenas produza. Os momentos de criatividade inspiradora não virão frequentemente, e é sempre melhor entregar algo do que nada.

Só que para conseguir produzir em dias de clarão criativo, é preciso muita pesquisa, começando pelo óbvio: o Briefing. Se o job não está saindo, mesmo aquele cliente que você conhece todas as áreas erógenas, é importante voltar e tentar entender de novo. Para que você e ele cheguem a um orgasmo juntos.

Comparar criatividade com orgasmo é interessante, isso porque você precisa alinhar as palavras mágicas com o que o cliente espera. De nada adianta você fazer um texto PUTÃO, LINDO e MARAVILHOSO, se o objetivo não é alcançado.

Você estudou o Briefing e ainda assim não consegue produzir. Beleza, é hora de pesquisar a concorrência. Não necessariamente copiar nada, mas sim observar a linha de produção e, mesmo que o arquétipo e tom verbal não seja o mesmo, algum insight chegará.

A criatividade continua longe. Agora você fumou um cigarro e pensou: “Não nasci para essa vida desgraçada de produção”. Chegou a hora de você pedir um prazo maior para o job, e se possível focar em outro trampo. Depois de trabalhar em outra coisa, você volta e tenta produzir. Suas ideias estarão mais frescas e dificilmente não sairá nada do papel.

Lembre-se que você é um ser humano, e o ambiente externo te ajuda em muita coisa. E tem dias que é difícil fazer algo. Mas lembre-se das técnicas de escrita, brinque com as palavras e escreva 50 vezes. É impossível que não saia um texto bacana.

Depois de tudo isso, você entrega o job e percebe que uma coisa trabalhada sai bem melhor do que aqueles insights divinos que você escreve em 5 minutos. Lembre-se que é melhor acertar 60 vezes de 100 do que acertar 100% de 10 tentativas.

Se você tivesse medo de errar, não seria publicitário. Então erre e ame o erro com todas as forças. Mas aprenda com eles. Aos poucos, o tal do bloqueio criativo, que até OIivetto e Joanna Monteiro têm, não vai ser mais um vilão,  e sim uma forma de lidar com dias travados.

Reinaldo Del Trejo

Jornalista por formação. Publicitário por atuação e paixão. Formado em Jornalismo pela Universidade do Oeste Paulista (Unoeste), atua em redação publicitária desde 2016 na agência Luz Própria 360 em Presidente Prudente -SP. Já trabalhou como estagiário na TV e rádio de sua universidade. Na infância, sonhava ser jogador de futebol, estudou um ano de Veterinária e hoje seu objetivo é publicar seu primeiro livro. Curioso é a melhor definição desse publicitário que ama a profissão e busca referências e aprendizado a todo instante.

  • 1