Digite para buscar

Senta e escreve

Reinaldo Del Trejo 31 de Janeiro de 2018
Share

Quantas pessoas você conhece que já disseram sonhar em escrever um livro? Muitas, né? Principalmente no meio da comunicação. Eu era uma dessas, até que há cerca de um mês terminei meu primeiro livro, e estou esperando um amigo revisar para concorrer ao Prêmio Sesc deste ano. A sensação de terminar um livro é totalmente diferente. É uma mescla de perder a virgindade com ser aprovado no TCC. É muito melhor que um orgasmo.

Mas para você chegar lá. Ao sucesso e tals. Mentira, não tem sucesso. Tanto que escritores famosos alcançaram um Q de fama só depois do décimo ou 15º livro. Então, se você está buscando fama ao escrever um livro, desista. Ela pode até chegar, mas se seu único objetivo for esse, esqueça.

O meu objetivo é simples, mas não simplório: sussurrar no ouvido das pessoas para todo o sempre.  Alguns livros me motivaram a isso, especialmente Sobre a Escrita do King, que dá vários conselhos valiosos para quem busca escrever o primeiro livro melhorar sua escrita e ser eterno. Outro livro que me deixou com o “gosto de quero mais” foi O campo de Estrelas – mas esse por um motivo diferente. Na minha cabeça, imaginava a voz do autor, Guaracy, como se ele estivesse ao meu lado, e depois descobri que ele havia morrido há muito tempo.

Pensei alto:

– Quero isso para mim. Ensinar e repassar minhas ideias mesmo depois que meu ciclo na Terra se encerre.

Então, sentei a bunda e escrevi. Usei todas as técnicas que aprendi no Jornalismo, Publicidade e nos mais diversos livros, e escrevi igual um louco. A ideia inicial era publicar como Ebook, mas vi um post no facebook do Prêmio Sesc e resolvi concorrer. Ah, se você tem um livro escrito, bora ser meu concorrente? CLIQUE AQUI E CONFIRA O REGULAMENTO DO PRÊMIO.

A sensação foi uma das melhores da minha vida. E quero que você chegue a esse prazer incrível. E a dica para quem quer terminar um livro é: escreva. Pare de ficar colocando muito defeito em seu estilo e na sua história. Tenha uma meta de escrita. Leia muito. E o mais importante: mande um grande e sonoro FODA-SE para quem duvidar da sua capacidade.  A sensação de quem ama literatura ao ver centenas de páginas com o seu estilo e sua assinatura é fora de série. Vale a pena. Tente. E se não der certo, tente uma vez mais.

Ou se preferir, fique no “se” para sempre.

Reinaldo Del Trejo

Jornalista por formação. Publicitário por atuação e paixão. Formado em Jornalismo pela Universidade do Oeste Paulista (Unoeste), atua em redação publicitária desde 2016 na agência Luz Própria 360 em Presidente Prudente -SP. Já trabalhou como estagiário na TV e rádio de sua universidade. Na infância, sonhava ser jogador de futebol, estudou um ano de Veterinária e hoje seu objetivo é publicar seu primeiro livro. Curioso é a melhor definição desse publicitário que ama a profissão e busca referências e aprendizado a todo instante.

  • 1