Digite para buscar

O cliente chegou na agência. E agora?

Tiago Bezerra 5 de Março de 2018
Share

Existem muitas formas de se proceder quando o cliente chega na agência. Eu só não aconselho sair criando qualquer coisa sem planejar antes.

O momento que o cliente assina com a agência é uma festa. Porque normalmente a agência prospectou a conta por ter interesse no segmento, por ver potencial de retorno e também por gostar da ideia de criar para a marca. É uma relação de negócio, mas também tem prazer envolvido.

Por isso é muito comum ter ansiedade entre os envolvidos. Porém, aquela vontade de botar logo um trabalho bom na rua pode ser um tiro no pé. Essa pressa pode acabar prejudicando a agência e a marca do cliente. Consequentemente, a relação de trabalho entre as partes. Então, cuidado.

Em uma conversa franca sobre Planejamento com Mariane Maciel, Fundadora da Amarelo Projetos e Ex-Diretora de Planejamento da WMcCann, ficou claro que as chances de uma campanha conversar com o público caem vertiginosamente quando não há planejamento, pesquisa, estudo e muita reflexão antes de criar.

Não é nenhum segredo que, se propaganda é negócio, e para fazer negócio precisa se planejar, logo, para fazer propaganda é preciso se planejar. E é planejar mesmo.

É fundamental ter método, traçar objetivos, metas grandes, médias e pequenas. Elaborar cronogramas, definir prazos, orçamentos e responsáveis. Tudo isso precisa ser feito antes da Dupla sentar pra criar. E esse trabalho é desse profissional curioso, criativo e organizado que é o Planner.

Meu conselho é: o cliente assinou? Apresente para ele um cronograma completo com etapas de pesquisa e planejamento, apresentação e aprovação do caminho que a comunicação deve seguir; e deixe claro que essa etapa antes da Criação é crucial para o crescimento da marca e, inevitavelmente, das vendas.

Tiago Bezerra

Redator Publicitário e Roteirista apaixonado por tecnologia, música, cinema e tudo que faz o mundo ser mais agradável.

  • 1