Digite para buscar

Adjetivo não é argumento

Tiago Bezerra 21 de Maio de 2018
Share

Quando a gente cria para uma marca, o mais importante é saber qual é a verdade da marca/produto/serviço. E se a reposta vier cheia de “ótimo”, “melhor”, “mais isso” ou “mais aqui”, essa resposta pode não passar de uma grande bobagem. Porque adjetivo não é argumento de venda.

Publicitários vendem. Simples assim. Desculpa se isso decepciona ou ofende você que é genial e está perdendo tempo criando anúncios quando poderia estar criando uma máquina do tempo. Mas a única coisa que publicitários fazem é vender.

A diferença é que usamos a criatividade – e uma porrada de técnicas – para vender em vários canais de comunicação, enquanto o vendedor de loja só tem a fala e a expressão corporal como como canal e ferramenta de venda.

Essa dica não é só para redatores ou diretores de arte. Essa dica é para quem quer ser publicitário, seja lá em qual área de uma agência atua. A dica é: encontre a verdade. Quer exemplos? “Se sujar faz bem”, “1001 utilidades”, “Todo mundo usa”, “Dê férias para os seus pés”. E não para só nos conceitos de marcas. Tem conceitos de Campanha inesquecíveis também: “cabe tudo que você imaginar”, “absorve qualquer impacto” e por aí vai.

Todos esses exemplos deixam claro que um problema específico precisava ser resolvido. Percebem? Um problema. Não dois, mas um. Esse único “problema” – que nem sempre é um problema, e sim a mensagem que precisa ser transmitida – precisa ser verdadeiro.

Aí a gente fala de verdade e algumas pessoas acham que isso é coisa de puritano. Não estou falando de verdade como oposto daquela mentira que você conta quando chega atrasado na agência. Estou falando da verdade como um propósito real da marca. Propósito reconhecido pelo público e que realmente se reflete na cultura da empresa.

Por isso é tão importante que você saia da cadeira e vá atrás de entender o negócio do seu cliente, as dores reais dele, as necessidades do público. E hoje em dia você nem precisa mais sair da frente do computador para encontrar essas informações.

Pesquise, se esforce, insista, pergunte, duvide, questione novamente, experimente, converse com parentes, amigos, colegas de faculdade. Porque se você encontrar essa verdade para ser seu argumento, seu cliente vai usar aquele adjetivo que deixa todo publicitário feliz: FODA.

Tiago Bezerra

Redator Publicitário e Roteirista apaixonado por tecnologia, música, cinema e tudo que faz o mundo ser mais agradável.

  • 1